Paranoias, conspirações e outras insanidades

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Sab Jun 01, 2013 1:32 am

Os Farrista pira...

Nova Ordem Mundial, Iluminatti, culto ao Olho de Horus, moeda única, espécies alienígenas, federações intergalácticas, união das religiões, geoengenharia, reuniões secretas e suas sociedades secretas imaginárias, teóricos da conspiração, estado policial, armas secretas, líderes eugenistas, até onde vai essa loucura, ou seria melhor: quão estranho pode ser o mundo ou seria quão estranha a imaginação das pessoas?

Nesses dois casos, o melhor é sempre praticar o benefício da dúvida... ou não.

Pra começar, uma no nível Persons of Interest: Eles estão te vigiando!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Alguém o episódio "The Bells of Saint John" do Dr. Who? Tudo a ver... ou não?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por ediv_diVad em Sab Jun 01, 2013 1:37 am, editado 1 vez(es)

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Sab Jun 01, 2013 1:36 am

Ela engana pela beleza, mas fala coisas bem relevantes sobre "o novo bicho papão" que não é nem o facebook especificamente, mas as redes sociais como um todo:

( [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] )

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Sab Jun 01, 2013 2:10 am

Esse me deixou muito em dúvida. Eu li no fórum "anti-nova ordem mundial", por isso posto neste tópico de informações duvidosas, aliás, acho que fiz esse tópico exatamente por causa esse texto, que não talvez não se encaixaria em "notícias".

Como eu comentei ali nos vídeos:

"Pelo que eu li essa contenda é do pessoal que tá protestando contra a união civil homossexual "em defesa da família", culparam alguns nazistas e policiais disfarçados de civis de promoverem a desordem, mas é muito estranho isso, como os neonazistas promovem a desordem de um grupo que tá se posicionando contra a união civil homossexual?"

Como se constrói uma farsa?

Escrito por Robson Carvalho | 29 Maio 2013
Internacional - Europa

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aos que ainda se iludem com a Rede Globo, com a revista Veja ou com a Folha de São Paulo, empresas dominadas pela pauta gay, afirmo que a farsa que está sendo montada na França só tem um objetivo: justificar as ações do governo socialista francês, que quer calar seu povo no soco.

No dia 26 de maio a França produziu um dos acontecimentos mais emblemáticos e históricos deste século. Pacificamente, milhares de franceses, mais de um milhão, segundo os organizadores, marcharam pelas ruas da capital em defesa da família e do casamento. Jovens, crianças, idosos, homens e mulheres, famílias inteiras, caminharam sob um clima amistoso, contrariando os "conselhos" do ministro do interior, Manuel Valls[1].

Voltando no tempo, lá no já longínquo agosto de 2012, e comparando a situação de então com o que se viu ontem, podemos afirmar, sem dúvida nenhuma, que a França despertou, acordou de sua letargia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

E o que provocou este despertar?

Com a vitória do socialista François Hollande para a presidência, foi colocada em implementação por sua ministra da Justiça, Christiane Taubira, a guardiã dos selos, como se diz na França, uma "mudança de civilização"[2], que tem como norte a destruição dos últimos resquícios das tradições que advém da outrora França católica, dos últimos resquícios das leis fundamentadas sobre a lei natural e a lei divina.

Ocorre que, como sempre, centenas de pessoas de bom senso reagiram a esta tentativa de mudança. Inicialmente, a reação foi tímida, advinda principalmente dos grupos católicos tradicionais, do Instituto Civitas[3]. Forçados por estes grupos, e para não serem vistos como negligentes[4], os bispos da França[5], em uma ação que diríamos até desastrada, escreveram, em agosto passado, uma oração[6] em favor da família para ser rezada em todas as paróquias. Dizemos que a ação foi desastrada porque, querendo agradar a gregos e troianos, a Conferência Episcopal da França acabou se contradizendo, se desmentindo, dizendo que não se tratava de um confronto propriamente dito, de uma luta aberta. Vários padres e bispos, inclusive, chegaram a criticar a oração, defendendo abertamente os gays[7].

Ocorre que algo já estava fermentando nesta França, que chamaremos de França profunda, tomando emprestado o termo que foi cunhado na própria terra de Carlos Magno; algo já estava nascendo, aos poucos, em conversas, pelas redes sociais, nas paróquias. Este algo só ficaria visível, esta resistência, esta contra-revolução só mostraria sua face em novembro, quando, em Paris, uma manifestação reuniu 100 mil pessoas contra o projeto de lei Taubira[8].

Para muitos, o número parece pequeno, mas o fato é que ninguém esperava esta mobilização[9], nem o governo, nem a Igreja, nem os políticos de todos os partidos, nem os próprios organizadores, que se reuniram em um coletivo chamado Manif pour tous, a LMPT[10].

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Pois bem, 100 mil pessoas saíram às ruas de Paris e deram um susto no governo Hollande. Estes 100 mil se transformaram em um milhão de manifestantes em janeiro[11], e o governo, desprezando o clamor dos franceses contrários à lei, defendendo uma minoria barulhenta que só serve de joguete para interesses maiores, deu de ombros para o povo, fez ouvidos de mercador, como diziam nossos avôs.

Hollande, é claro, está a serviço de uma agenda, que como dizem na Europa, responde diretamente à Bruxelas, onde está situada a sede da União Européia. Hollande é apenas um fantoche, e isso fica claro pelo modo com o qual ele tem tratado toda a questão.

Desde então, o governo francês, formado em sua imensa maioria por maçons[12], mais a mídia, começaram a adjetivar os manifestantes, chamando-os de nazistas, de extremistas de direita, de reacionários, de atrasados, de homofóbicos. Ora, ao vermos a multidão de manifestantes, podemos dizer que há de tudo ali, menos gente com estas características.

Pois bem, os termos vazios cunhados para desarmar os adversários acabaram não surtindo efeito, e ao invés de diminuir, o movimento de resistência foi crescendo, crescendo e crescendo. Na segunda grande manifestação, em março, um milhão e quatrocentos mil franceses lotaram as avenidas do Grande Exército e Charles de Gaulle[13]. A extensão destas duas avenidas dá o dobro da extensão da avenida Paulista, em São Paulo. Nesta segunda manifestação nacional, o governo, querendo criar uma situação de confronto, impediu que os manifestantes ocupassem a avenida dos Campos Elísios[14]. A multidão, espremida, inevitavelmente, acabou gerando os "transbordamentos", o que, com a ação desproporcional da polícia, gerou as imagens chocantes que correram o mundo, aonde crianças, freiras, idosos, foram agredidos simplesmente porque queriam circular[15]. A França, para quem não sabe, está respondendo a um processo no Conselho de Ministros da Europa por abuso da autoridade policial neste caso[16]. É claro, amigos leitores, que sabemos a quem este conselho responde.

Assim, voltando ao início do nosso texto e ao título de toda esta postagem, o que vimos ontem foi um governo que criou todas as barreiras possíveis, todas as situações de extremidade possíveis justamente para ter o que usar em seu favor. Inicialmente, Manuel Valls aparece falando de extremistas que causariam transtornos. Depois, a polícia aduaneira, que estava em paralisação até então, começa a criar transtornos na chegada, à capital, dos franceses das províncias[17]. Em seguida, estações de trem são fechadas, os serviços de transporte de Versalhes, região que concentra a maioria dos opositores de Hollande na grande Paris, são paralisados e os moradores locais são barrados na estação de trem [18].

Some tudo isso, e temos um verdadeiro barril de pólvora pronto para explodir. Contudo, como Valls estava lidando com católicos, pessoas pacíficas, e pacífico não é sinônimo de tolo, nada melhor, então, do que criar uma situação de confronto real, infiltrando, segundo o que veremos abaixo, polícias em trajes civis no meio da multidão.

O mundo, ou melhor, os grandes veículos de comunicação, que recebem suas notícias das agências de notícias como Reuters e France Press, anunciaram que franceses de extrema direita atacaram a polícia no fim da manifestação de ontem[19], que, repetimos, reuniu um milhão de franceses mesmo depois da lei ter sido sancionada. Ora, cara grande mídia, hoje não é possível mais mentir facilmente para as pessoas, afinal temos celulares que filmam os acontecimentos, e a verdade é que foi a polícia de Paris que provocou todo o distúrbio. E querem ver como?

Primeiro, na mídia brasileira foi noticiado que jovens atacaram a polícia com garrafas, lançando garrafas. Vejam este vídeo:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Hummm.... a polícia arremessando garrafas? Estranho, não é?

Agora vejam este outro vídeo. Vejam como eles tratam os manifestantes "perigosos", armados até os dentes com... bandeiras e mochilas. Você, leitor, se você estivesse pacificamente na manifestação, fosse provocado pela polícia, que não parou de lançar gás contra as pessoas durante toda a tarde, e de repente visse um vizinho, um amigo ou um jovem desconhecido, como o que estampa o topo da matéria, sendo atacado covardemente pela polícia política de Hollande, você ficaria passivo, ficaria assistindo tudo sem fazer nada? Tenham dó, não é mesmo?!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

As imagens são chocantes, impressionantes. Ocorre que o que vemos aí pode ser apenas o início de um caos social muito maior. A França está mergulhando em um ciclo de violência profunda, e até agora os franceses católicos e todos aqueles que ainda guardam o bom senso só têm apanhado. A pergunta é: até quando? Ou melhor: quem tem atiçado este confronto? E é aí que voltamos ao governo.

Segundo um jovem presente[20]:

"Ontem, como um bom número de meus concidadãos, vim a Paris manifestar minha desaprovação à lei Taubira. Depois disso, minha irmã e eu quisemos participar das vigílias durante a noite. Em um primeiro momento, vendo um grupo de vigilantes se instalar na avenida de Breteuil, engrossamos seu número. Por volta das 20h30, tomando conhecimento de que o grupo principal dos vigilantes estava localizado diante da ponte Alexandre III, nos deslocamos, para nos unirmos a eles, pelo boulevard dos Inválidos. Uma barreira com trinta policiais nos impediu de alcançar a Esplanada.... Insistimos para passar, e estes últimos nos disseram de modo agressivo, mas sem violência física, que era impossível, e que deveríamos ir embora.... Um rapaz de 22 anos, vendo 2 pessoas, autorizadas pelos policiais, passarem por esta barreira, pediu igualmente para passar. Uma vez mais, o policial respondeu energicamente que nem sonhando, e que ele deveria se retirar. Este rapaz deu meia volta um pouco exasperado, tomou seu telefone para responder ou fazer uma chamada telefônica. Neste momento, 3 policiais se lançaram sobre ele, o levando para trás de um veículo da polícia, o deitando no chão e o golpeando com uma violência extraordinária... Quase imediatamente depois disso, entre 20 e 30 jovens, vestidos na maioria com blusões com uma aparência que denotava relação com os manifestantes, chegaram sem que se soubesse de onde eles vinham, e foram autorizados a passar pela barreira. Dez metros após a barreira, alguns retiraram sua blusa, deixando aparecer camisetas com suásticas.

Outro rapaz também afirma[21]:

"Os vestidos com suásticas tinham tido a autorização da polícia para entrar, à tarde, no recinto dos Inválidos (lado Vauban), enquanto que o comum da multidão era reprimido neste lugar".

E, por fim, Béatrice Bourges, líder do grupo Primavera francesa, denuncia[22]:

"Tendo passado a noite na Esplanada dos Inválidos, com os vigilantes da Manif pour tous, vi com meus próprios olhos policiais em trajes civis tirarem suas braçadeiras laranja para se confrontar com outros policiais, e induzir a um confronto com manifestantes diante das câmeras de televisão. É surrealista!"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Como vocês podem perceber, caros leitores, o clima de histeria do governo é tamanho, que estão sendo criadas desculpas para atacar impunemente os opositores da lei Taubira. E para justificar estes atos, há uma verdadeira tentativa de se criar situações falsas, que visão apenas transmitir a ideia de que os manifestantes são violentos, e não o governo. Contudo, a coisa está saindo do controle.

Hoje (28) pela manhã, por exemplo, diversas mães que estavam diante de um colégio foram presas pela polícia[23]. O crime? Elas estavam usando camisetas da Manif pour tous. Isso mesmo, leitores, a polícia prendeu diversas mães que estavam na frente do colégio Buffon, em Paris, para pegar seus filhos, que ficaram abandonados na saída, simplesmente porque elas são defensoras da família.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

No mesmo período, jovens que estavam no boulevard Pasteur, também em Paris, foram presos pelo mesmo motivo, por usarem camisetas com os símbolos da LMPT[24]. E mais, não é só isso não, outro jovem, que saia da estação do metrô Sevres, foi preso só porque, vejamos, estava no lugar errado e na hora errada; ou seja, se você estiver em Paris, e tiver o semblante de alguém que desaprova a lei Taubira, se prepare, você será preso!

Além destes atos de terrorismo de Estado, o site do Forum Catholique, grande site de debates da Tradição católica na França, foi hackeado pelo defensores da ditadura gay[25]. No mesmo dia, o Instituto Civitas foi alvo de uma ameaça de bomba[26].

Logo, a França profunda se vê agora em um confronto direto com a França moribunda, chamada de França "moderna", que, por mais que alguns teimam em não reconhecer, fracassou e caminha para sua destruição. E a guerra que está eclodindo, uma guerra de civilização, não será vencida sem suor e sangue.

Assim, caros leitores, principalmente aos que ainda se iludem com a Rede Globo, com a revista Veja ou com a Folha de São Paulo, empresas dominadas pela pauta gay, afirmo que a farsa que está sendo montada na França só tem um objetivo: justificar as ações do governo socialista francês, que quer calar seu povo no soco.

Que Deus tenha piedade de nossos irmãos, e viva a França católica! A França que despertou de seu sono.

Nota:
[1] Libération: Manuel Valls «déconseille» aux familles avec enfants de manifester dimanche. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] RTL: Manif pour tous : Manuel Valls "déconseille aux familles avec enfants" de manifester. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[2] Le Nouvel Observateur. Mariage homosexuel: "une réforme de civilisation" pour Christiane Taubira. Disponível em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Les 4 Verités. Oui, c’est un changement de civilisation. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] 20 minutes. Mariage gay: Christiane Taubira promet une «réforme de civilisation». Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Ouest France. Mariage des homosexuels. Taubira détaille son projet. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[3] Le Figaro: Civitas mobilise contre le mariage gay. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] France Jeunesse Civitas: La campagne de Civitas contre le "mariage" homosexuel relayée dans le journal "Libération". Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[4] La Croix: La prière pour la France, entre large adhésion et quelques réserves. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[5] Le Figaro: L'Église mobilise ses fidèles contre le mariage gay. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[6] Disponível para download em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[7] Le Nouvel Observateur: Mariage gay: une prière pour la famille traditionnelle pas si universelle que ça. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Le Parisien: La Prière pour la France divise l'Eglise. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[8] Libération: Plus de 100.000 personnes dans la rue contre le mariage gay en France. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] L'Express: Nouvelle manifestation contre le mariage gay à Paris. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Le Monde: Plus de 100 000 personnes manifestent contre le "mariage gay". Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[9] Le Salon Beige. Cette mobilisation est déjà un sucess. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[10] La Manif Pour Tous. Site oficial: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[11] Le Figaro: Mobilisation historique contre le mariage pour tous. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[12] Le Figaro: Hollande : un président très entouré de francs-maçons. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[13] Le Parisien: Manif pour tous : un grand succès et des polémiques. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[14] Préfecture de Police de Paris. Communique de presse sur le projet de manifestation du 24 mars. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[15] Le Nouvel Observateur: Manif pour tous : gaz lacrymo, images choc et une victoire pour Frigide Barjot. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] 20 Minutes: Manif Pour tous»: Revivez la journée de dimanche en direct. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Le Parisien: Manif pour tous : Boutin veut la démission de Valls. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[16] NovoPress: Violences policières de la Manif pour tous : le gouvernement français devra s’expliquer devant le Comité des ministres du Conseil de l’Europe. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[17] Le Salon Beige: La manif pour tous en direct. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Le Nouvelles de France: En direct de la Manif pour Tous du 26 / Frigide Barjot vomit sur LMPT et le Printemps français / La police annonce 150 000 personnes. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[18] Rouge et Noir: Manifestation du 26 mai 2013. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[19] Veja: Protesto contra casamento gay em Paris termina em confronto. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] G1: Protesto contra o casamento gay termina em violência na França. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[20] Le Salon Beige: Les voyous d'hier ont agi en complicité avec la police. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[21] Idem.

[22] Newsring: Béatrice Bourges : «La présence de Copé hier est clairement une tentative de récupération politique». Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[23] Le Salon Beige: Rafle devant le lycée Buffon à Paris. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[24] Idem.

[25] L'Observatoire de la Christianophobie: Le Forum Catholique piraté… Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[26] MetroNews: Argenteuil : alerte à la bombe dans les locaux de Civitas. Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Riposte-Catholique: Menace d’attentat à la bombe contre Civitas… Disponível em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Robson Carvalho edita o blog Annales Historiæ.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pra mim não faz muito sentido, pelo pouco que eu entendi são pessoas "de direita" com medo da união civil gay e temem que uma possível "Nova Ordem" parta dos "esquerdistas" e seus "comunismos" ou então a tal da "ditadura gay", mas como os próprios nazistas estariam se vendendo para se "apoiar" isso, e quem estaria financiando eles para isso, se o governo, com qual interesse em "calar essa oposição" à causa gay, ainda mais em um dos países-berço da tal "democracia", a França?

O que eu respondi no tópico:

Estou com muitas dúvidas a respeito desta discussão bastante dualista, que em meu ver está bem além de ser simplesmente "religiosos conservadores" X "ativistas GLBTS".

Não entendo sinceramente como "os simpatizantes das causas GLBT" estão em favor da NOM e como os católicos cuja religião sempre tentou implantar uma NOM ou impor vontades estão do lado dos que buscam a liberdade?

Isso tudo é meio confuso, então vejo agora nazistas se posicionando a favor das causas GLBTS e fico com mais dúvidas ainda!

Eu sinceramente acho esse negócio de "ditadura gay" meio forçado, meio paranoico demais, será que eles não têm o livre direito de se unirem perante as leis do Estado? Como a NOM se beneficiará disso?

Conservadores conservando, apenas? Fico com medo de que TODAS as discussões políticas acabem se tornando uma mero reducionismo "esquerda X direita", "conservadores X liberais" - isso é tudo o que se precisa pra abafar qualquer tentativa de NOVO e se manter o status quo. O discurso do "Ou você é ou não é". Simples assim?

Como meus conhecimentos no campo são mínimos, conto com a ajuda dos universitários para entender o que se passa neste caso, desde já eu agradeço.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Sab Jun 01, 2013 2:17 am

Em princípio a resposta pode ser simples: TODOS são controlados por forças políticas ACIMA deles, pessoas fora dos holofotes ou do show business que não são de "esquerda" ou de "direita" tampouco "católicos" ou "homossexuais", que apenas utilizam todos esses grupo como peões de frente para que seus objetivos ocultos ou óbvios (mais poder, mais lucro, etc) sejam alcançados.

Podescrer que todos terão que responder a algum "superior", e onde termina essa hierarquia?

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jun 02, 2013 12:52 am

Galera dando explicação pro caso, eu particularmente não caio plenamente nesse papinho, acho que forçou a barra colocar os católicos como vítimas de uma "ditadura gay", muito lamentável e pra mim continua tudo na mesma...

...o fato é que quando é conveniente para que a elite maçônica possa alcançar seus objetivos, ela estrategicamente "favorece" os grupos que forem úteis no momento, assim sem que eles percebam serão usados como massa de manobra.

Acredito que os maçons não esperavam que a direita conservadora fosse se unir e oferecer tanta resistência contra o lobby gay como tem acontecido, com isso o governo está se desesperando e perdendo o controle da situação. Alem das informações e dos tópicos que foram recomendados pelo @Dave Wilderwein , se você tiver interesse peço que assista estes dois vídeos comentados por um sociólogo francês, tenho certeza que te ajudará a compreender melhor qual é a situação atual na França, e quais são os maiores temores dos franceses que estão indo para as ruas lutar pelos valores da família, e pela proteção das crianças.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Parafraseando o David Icke falando ao Movimento Patriótico Cristão: "não sei do que não gosto mais, se do mundo controlado pela Fraternidade ou aquele que você quer colocar em seu lugar".

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jun 02, 2013 1:13 am

Esse é foda, deu no "New York Times", mas sabe como é né, "teorias da conspiração", logo um monte de gente não acredita numa loucura dessas...

Conspirações Terroristas - Criadas pelo FBI

O artigo abaixo foi publicado em abril/2012 no New York Times:

Os Estados Unidos têm sido por pouco salvo de conspirações terroristas letais nos últimos anos - ou pelo menos assim pareceu. Um pretenso suicida foi interceptado em seu caminho para o Capitólio, um esquema para explodir bombas em sinagogas e disparar mísseis Stinger em aviões militares foi desenvolvido por homens em Newburgh, Nova Iorque, e uma idéia fantasiosa de voar modelos de aviões carregados de explosivos contra o Pentágono e o Capitólio foi idealizada em Massachusetts.

Mas todos estes dramas foram facilitados pelo FBI, cujos agentes e informantes a paisana colocados como terroristas, oferecendo um míssil falso, falsos explosivos C-4, um colete suicida desarmado e treinamento rudimentar. Suspeitos ingenuamente fizeram suas partes até que eles foram presos.

Quando um estudante universitário Oregon, Mohamed Osman Mohamud, pensou em usar um carro-bomba para atacar um árvore de natal na cerimônia de iluminação festiva em Portland, o FBI proporcionou uma van carregada com seis tambores de 55 galões de "material inerte", detonadores inofensivos, um cordão detonador e um galão de óleo diesel para fazer a van ficar com cheiroinflamável. Um agente do FBI disfarçado ainda fez a condução, com o Sr. Mohamud no banco do passageiro. Para acionar a bomba o aluno teclou um número em um celular e não houve explosão.

Isso é legal, mas é legítimo? Sem o FBI, os culpados cometeriam violência por conta própria? Cultivar potenciais terroristas é o melhor uso da mão de obra projetada para encontrar os reais terroristas? A julgar por suas respostas oficiais, o FBI e o Departamento de Justiça estão seguros de si, seguros demais talvez.

Operações Sting (onde o agente faz papel de parceiro ou potencial vítima) cuidadosamente orquestrada costumam realizar-se no tribunal. Réus invariavelmente alegam que foi uma armadilha e quase sempre perdem, porque a lei exige que eles não mostrem predisposição para cometer o crime, mesmo quando induzidos por agentes do governo. Para enfatizar a sua predisposição, muitos suspeitos são "alertados sobre a gravidade dos seus planos e é dada oportunidade para voltarem atrás", disse Dean Boyd, porta-voz do Departamento de Justiça. Mas nem sempre, é o que as conversas gravadas mostram. Às vezes, eles são estimulados a continuar.

Operações secretas, muito praticadas pelo FBI, tornaram-se um dos pilares da luta contra o terrorismo, e eles mudaram em resposta ao foco na prevenção pós-11 de setembro. "Antes do 11/9 seria muito incomum para o FBI apresentar uma oportunidade crime que não estava no escopo das atividades em que a pessoa já esteve envolvida", disse Mike German, da União de Liberdades Civis Americanas, advogado e ex-agente do FBI, que se infiltrou grupos supremacistas brancos. Um suposto traficante de drogas seria criado para vender drogas a um agente disfarçado, um traficante de armas, para vender armas. Isso ainda acontece rotineiramente, mas nem tanto em contra-terrorismo, e por boas razões.

"Não existe um negócio de terrorismo nos Estados Unidos, graças a Deus", explicou David Raskin, um ex-promotor federal.

"Você não vai ser capaz de ir na esquina e encontrar alguém que já tenha explodido alguma coisa", disse ele. Portanto, o objetivo habitual não é "encontrar alguém que já está envolvido em terrorismo, mas encontrar alguém que iria aproveitar a oportunidade, se um terrorista de verdade aparecer na cidade."

E essa é a área cinzenta. Quem é suscetível? Qualquer um que jogar junto com os agentes, aparentemente. Uma vez que o laço for definido, a aplicação da lei não vê escolha. "Ignorar estas ameaças não é uma opção", disse Boyd, argumentando, "dada a possibilidade de que o suspeito poderia agir sozinho em qualquer tempo ou encontrar alguém disposto a ajudá-lo."

Normalmente, a operações Sting inicialmente focam em alvos suspeitos por puro discurso - comentários a um informante fora de uma mesquita, postagens de raiva em sites, e-mails com radicais no exterior , e em seguida, os atrai para um relacionamento com os informantes, que muitas vezes são criminosos condenados que trabalham em troca de clemência , ou agentes do FBI que se apresentam como membros da Al Qaeda ou outros grupos.

Alguns alvos têm envolvimento anterior em mais do que uma simples conversa fiada: por exemplo, Waad Ramadan Alwan, um iraquiano em Kentucky, cujas impressões digitais foram encontradas em uma bomba explodida perto Bayji, Iraque e também Raja Khan de Chicago, que enviou recursos para um líder da Al Qaeda no Paquistão.

Mas outros parecem ambivalente, incompetente e sem rumo, como infelizes wannabes que procuram uma causa que o informante ou agente disfarçado habilmente os ajuda a encontrar. Pegue o réu do míssil Stinger James Cromitie, um traficante de drogas de baixo nível com uma ficha criminal que não incluía nenhuma violência ou crime de ódio, apesar de sua retórica violenta contra os judeus. "Ele estava em busca de respostas dentro de sua fé islâmica", disse seu advogado, Clinton W. Calhoun III, que recorreu da sentença. "E eu acho que este informante, que torceu a busca de uma forma realmente muito terrível, desorientou Cromitie de forma equivocada em sua busca e o colocou em direção à violência."

O informante, Shahed Hussain, havia sido acusado de fraude, mas evitou prisão e deportação trabalhando disfarçado em outra investigação. Ele estava sendo pago pela FBI para se passar por um rico paquistanês com ligações com Jaish-e-Mohammed, um grupo terrorista que o Sr. Cromitie aparentemente nunca tinha ouvido falar antes de eles se encontraram por acaso no estacionamento de uma mesquita.

"Irmão, você já tentou fazer alguma coisa pela causa do Islã?" Mr. Hussain perguntou em certo ponto.

"OK, irmão", mr. Cromitie respondeu com cautela, "onde quer chegar com isso, irmão?"

Dois dias depois, o informante lhe disse: "Allah tem mais trabalho para você fazer", e acrescentou, "A revelação virá em seus sonhos , de que você tem que fazer isso, ok?" Cerca de 15 minutos depois, o Sr. Hussain propôs a idéia de usar mísseis, dizendo que ele poderia trazê-los em um recipiente da China. Mr. Cromitie riu.

Ler centenas de páginas de transcrições das conversas gravadas é como olhar para as manchas de tinta de um teste de Rorschach. Padrões de vontade e hesitação se sobrepõem e se fundem. "Eu não quero que ninguém se machuque", disse Cromitie disse, e então explicou que ele quis dizer mulheres e crianças. "Eu não me importo se é toda uma sinagoga cheia de homens." Demorou 11 meses de discussão sinuosa e uma promessa de 250 mil dólares para levá-lo, junto com outros três co-conspiradores que ele recrutou, a plantar bombas falsas em duas sinagogas em Riverdale no Bronx.

"Só o governo poderia teria transformado o Sr. Cromitie em terrorista, cuja bufonaria é positivamente Shakespeariana no seu escopo", disse o juiz Colleen McMahon, ao sentenciá-lo a 25 anos. Ela classificou como uma "operação de terror de fantasia", mas chamou a tentativa "além do desprezível" e rejeitou sua pretensão de alegar que tudo foi uma armadilha.

A declaração do juiz foi incomum, mas as características do Sr. Cromitie não eram. Sua incompetência e ambivalência podem ser encontradas entre outros aspirantes a terroristas cujos planos grandiosos foram alimentados por agentes da lei. Eles incluíram homens que queriam atacar as linhas de combustível no Aeroporto Internacional Kennedy; destruir a Torre Sears (hoje Willis Tower) em Chicago; realizar um atentado suicida perto de Tampa Bay, na Flórida, e colocar bomba em metrôs em Nova York e Washington. Dos 22 planos mais assustadores para os ataques desde 11 de setembro, 14 foram desenvolvidos em operações sting.

Outra trama no metrô de Nova York, que recentemente foi a julgamento, não precisou de ajuda do governo. Nem a tentativa de atentado em Times Square, o homem com bomba abortada na cueca em um avião sobre Detroit, um ataque planejado em Fort Dix, NJ, e vários esforços menores. Algumas ameaças são reais, outras nem tanto. No terrorismo, não é fácil dizer a diferença.

David K. Shipler é o autor de "Direitos em Risco: Os limites da liberdade na América moderna."

Fonte:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][/i]
Matéria com links: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por Mononoke Hime em Dom Jun 02, 2013 8:53 am

ediv_diVad escreveu:Em princípio a resposta pode ser simples: TODOS são controlados por forças políticas ACIMA deles, pessoas fora dos holofotes ou do show business que não são de "esquerda" ou de "direita" tampouco "católicos" ou "homossexuais", que apenas utilizam todos esses grupo como peões de frente para que seus objetivos ocultos ou óbvios (mais poder, mais lucro, etc) sejam alcançados.

Podescrer que todos terão que responder a algum "superior", e onde termina essa hierarquia?

Achei estranho também. Já não bastava a polícia, os governantes... agora os nazistas? Acho que ficou uma grande salada!

Mononoke Hime
Farrista "We are the Champions"
Farrista

Mensagens : 7009
Data de inscrição : 09/06/2010
Idade : 40
Localização : Floresta do Shishi-Gami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por Questao em Dom Jun 02, 2013 9:23 am

Mononoke Hime escreveu:
ediv_diVad escreveu:Em princípio a resposta pode ser simples: TODOS são controlados por forças políticas ACIMA deles, pessoas fora dos holofotes ou do show business que não são de "esquerda" ou de "direita" tampouco "católicos" ou "homossexuais", que apenas utilizam todos esses grupo como peões de frente para que seus objetivos ocultos ou óbvios (mais poder, mais lucro, etc) sejam alcançados.

Podescrer que todos terão que responder a algum "superior", e onde termina essa hierarquia?

Achei estranho também. Já não bastava a polícia, os governantes... agora os nazistas? Acho que ficou uma grande salada!

segundo a teoria dos illuminati eles usam qualquer grupo para isso e inclusive criam grupos ideológicos para isso,tanto a direita quanto a esquerda são massas de manobra para seu plano que é criar um único governo global,criar uma unica moeda e língua oficial,levando a um estado de controle total,podem usar corporações (a maioria segundo a teoria já em seu controle) usar o capitalismo ou o socialismo,o lance é centralização do poder politico e econômico,ou seja as ideologias não importa quais são,são apenas maneiras de manipular indivíduos a lutar por uma causa e aceitar melhor a centralização de maneira que os iluminati não precisem forçar nada,apenas darem pequenos empurrões

eu particularmente não acredito nos iluminatti ou algum grande vilão nos bastidores,acredito que o mundo vive no caos,com vários grupos pensando que controlam o mundo sem saber da existência um do outro,o mundo caminhando no caos e na deriva

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Seu verdadeiro lar está dentro do seu coração e continua com você onde quer que você vá; mas um lugar legal e aconchegante é um motivo maravilhoso para voltar para casa!"
-J.R.R.Tolkien
avatar
Questao
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 28205
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 33

http://www.anovatocadocoelho.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jun 02, 2013 11:30 am

Questao escreveu:segundo a teoria dos illuminati eles usam qualquer grupo para isso e inclusive criam grupos ideológicos para isso,tanto a direita quanto a esquerda são massas de manobra para seu plano que é criar um único governo global,criar uma unica moeda e língua oficial,levando a um estado de controle total,podem usar corporações (a maioria segundo a teoria já em seu controle) usar o capitalismo ou o socialismo,o lance é centralização do poder politico e econômico,ou seja as ideologias não importa quais são,são apenas maneiras de manipular indivíduos a lutar por uma causa e aceitar melhor a centralização de maneira que os iluminati não precisem forçar nada,apenas darem pequenos empurrões
eu particularmente não acredito nos iluminatti ou algum grande vilão nos bastidores,acredito que o mundo vive no caos,com vários grupos pensando que controlam o mundo sem saber da existência um do outro,o mundo caminhando no caos e na deriva
Tipo o que o Moore falou no "Mindscape...", né?

Faz sentido...

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por Questao em Dom Jun 02, 2013 1:22 pm

ediv_diVad escreveu:
Questao escreveu:segundo a teoria dos illuminati eles usam qualquer grupo para isso e inclusive criam grupos ideológicos para isso,tanto a direita quanto a esquerda são massas de manobra para seu plano que é criar um único governo global,criar uma unica moeda e língua oficial,levando a um estado de controle total,podem usar corporações (a maioria segundo a teoria já em seu controle) usar o capitalismo ou o socialismo,o lance é centralização do poder politico e econômico,ou seja as ideologias não importa quais são,são apenas maneiras de manipular indivíduos a lutar por uma causa e aceitar melhor a centralização de maneira que os iluminati não precisem forçar nada,apenas darem pequenos empurrões
eu particularmente não acredito nos iluminatti ou algum grande vilão nos bastidores,acredito que o mundo vive no caos,com vários grupos pensando que controlam o mundo sem saber da existência um do outro,o mundo caminhando no caos e na deriva
Tipo o que o Moore falou no "Mindscape...", né?

Faz sentido...
sim,com certeza

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Seu verdadeiro lar está dentro do seu coração e continua com você onde quer que você vá; mas um lugar legal e aconchegante é um motivo maravilhoso para voltar para casa!"
-J.R.R.Tolkien
avatar
Questao
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 28205
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 33

http://www.anovatocadocoelho.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Ter Jun 04, 2013 1:58 pm

A estratégia globalista: Copa do Mundo e Jogos Olímpicos são desculpas para militarizar o Brasil

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Robôs americanos e drones israelenses serão usados durante a Copa de 2014 no Brasil para completar “um dos eventos esportivos mais seguros”

Brasil adicionou 30 robôs militares dos Estados Unidos, drones israelenses e óculos estilo ‘Robocop’ com câmeras de reconhecimento facial para o seu arsenal depois que o país destinou US $ 900 milhões para fazer a Copa de 2014.

Os 30 Packbot 510, que normalmente custam entre US $ 100.000 e $ 200.000 cada, chegarão ao Brasil como parte do acordo de 7,2 milhões de dólares que o país assinou com a empresa americana iRobot Tecnologia Avançada. Os contratos incluem serviços, peças de reposição e equipamentos associados.

“IRobot continua a sua expansão internacional, e o Brasil representa um mercado importante para os veículos terrestres não tripulados da empresa,” disse Frank Wilson, vice-presidente sênior da iRobot. “IRobot quer ser o fornecedor de tecnologias avançadas para o Brasil enquanto o país se prepara para vários eventos internacionais de alto nível, incluindo a Copa do Mundo de 2014″.

O primeiro teste real para os PackBots será a visita do papa Francisco ao Brasil em julho deste ano, e depois serão usados na Copa Confederacoes, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Os PackBots são equipados com câmeras e são operados remotamente, a fim de detectar e examinar objetos suspeitos ou explorar ambientes perigosos, mantendo seus operadores seguros.

Os aparelhos pesam cerca de 27 kg e contam com controles de mão no estilo dos videogames, o que os tornam mais familiar para os usuários.

Mais de 2.000 desses robôs militares estão sendo usados atualmente no Iraque e no Afeganistão. Eles foram os primeiros a entrar na usina nuclear de Fukushima, danificada após o terremoto e o tsunami de 2011.

Brasil está gastando US $ 900 milhões para reforçar suas forças de segurança, incluindo equipamentos de vigilância de alta tecnologia e helicópteros antes de iniciar eventos internacionais comoa Copa do Mundo de 2014.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A Polícia do país estará equipada com óculos de câmera de reconhecimento facial que podem capturar 400 imagens faciais por segundo para armazená-las em um banco de dados central de até 13 milhões de rostos.

O Brasil também gastou US $ 25 milhões em quatro drones de fabricação israelense, que são esperados para fazer sua estréia na Copa das Confederações em junho.

Haverá também uma abundância de mão de obra envolvida na operação de segurança como o plano de organização da Copa do Mundo que tem previsto ocupar entre 3.000 e 5.000 soldados das Forças Armadas brasileiras, em cada uma das 12 cidades-sede durante o evento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

“Qualquer sociedade que troque a sua liberdade para ganhar um pouco de segurança não merece nenhuma, e perderá ambas.” Benjamin Franklin

De: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jun 09, 2013 2:07 am

Artigo muito louco do ótimo "Caminho Alternativo" pra manter a (in)sanidade...

Papa Francisco anunciará “salvador” extraterrestre de acordo com livro

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Obtem o Papa Francisco celebrou a sua primeira missa de Páscoa como o líder de 1,2 bilhão de católicos do mundo. Em seu primeiro discruso “Urbi et Orbi” em latim para “a cidade [de Roma] e ao mundo” – ele chamou para a paz no Oriente Médio, o fim do tráfico humano e da ganância, impedindo a exploração dos recursos naturais e proteção dos animais, tornando-se “guardiões responsáveis ​​da criação.” O Papa normalmente dá dois discursos Urbi et Orbi a cada ano em que ele lida com os principais desafios enfrentados pelo mundo da cristandade. Em um discurso de futuro foi previsto que ele vai discutir um desafio único que o mundo enfrenta, segundo os autores de um novo livro. Em Exovaticana, Chris Putnam e Tom Horn prevêem que o novo Papa, Francisco I, em breve anunciará a existência de vida extraterrestre, entre os quais um salvador alienígena que surgirá para revigorar os ensinamentos cristãos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Putnam e Horn, previram com sucesso em seu último livro, o best-seller “Petrus Romanus: O Papa final está aqui”, que o Papa Bento XVI renunciaria ao invés de morrer no cargo. Eles basearam sua previsão nas profecias de São Malaquias sobre os Papas. De acordo com os autores, Francisco é o Papa final, “Petrus Romanus”, que irá supervisionar a dissolução da Igreja Católica, como previsto na profecia de São Malaquias, ao anunciar um salvador extraterrestre.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Fonte: exopolitics.org [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Comentário do blog:

Em primeiro lugar, gostaria de informar que o blog não possui nenhuma relação com o livro. O motivo de postar este material se deve ao fato de que em 26 de junho de 2012 eu havia publicado o artigo abaixo:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A renuncia ocorreu em 11 de fevereiro de 2013 conforme publicado num comentário de um leitor. Portanto, o blog está correndo atrás das notícias para tentar antecipar os eventos.

Existe uma agenda para ser cumprida, se trata de um plano para criar um Governo Mundial, que possuirá uma moeda mundial, com um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e uma religião universal.

E que religião é esta que a elite financeira quer implantar?

Quem acompanha o blog deve lembrar o que foi publicado sobre os Mayas, a volta do “deus” Bolon Yokte, o “deus da mudança e destruição”. Quem não está por dentro do assunto, o artigo abaixo explica:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pois bem, esta nova “religião” da Nova Ordem Mundial que pretendem criar é baseada na união de todas as religiões atuais e para celebrar isto já construíram uma cidade inteira em Astana(Kazaquistão) com monumentos maçônicos/illuminati para celebrar o feito.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O leitor Jean Garcia Lima publicou o que sabe à respeito do significado da arquitetura e monumentos:

"Com relação à Torre Bayterek, posso afirmar “com toda segurança” , que trata-se de um “Ara” ou “altar do juramento”, encontrado no centro de todo e qualquer templo maçônico. O que o sustenta são três colunetas que, segundo a tradição, seria uma em estilo jônico, outro dórica e outra corintia, representando respectivamente a sabedoria, a força e a beleza humanas. O livro da Lei estaria colocado sobre a base triangular onde se encontra a “mão direita” do Presidente. O juramento se faz com a mão direita sobre o Livro da Lei. Não tenho dúvidas que essa alegoria deva estar voltada para o oriente, de onde vem a luz da sabedoria, a iluminar o acidente, o recipiandário desta luz. O globo com as assinaturas, que está no ocidente, representa todas as nações do globo, ou quase todas, recebendo essa Luz, ou orientação do Supremo do Oriente, o Grande Arquiteto do Universo."

O Palácio estando localizado no lado oposto à torre, indica que o juramento foi feito em direção a este, que representaria a origem da Luz, ou a origem da sabedoria… em resumo, a torre representa um templo maçônico onde se faz um juramento ao simbolo do poder maior, a saber: o poder governamental – ou religioso – daquele pais.

O restante das imagens podem ser conferidas do artigo abaixo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conclusão:

O fato de assumir a existência dos extraterrestres colocaria as Igrejas em descrédito, muitos se sentirão traídos ou enganados, mas a notícia iria aumentar o grau de consciência humana em relação à sua existência e a entender que somos parte de um Universo repleto de outras civilizações. Cada ser humano possui o seu projeto de “Nova Ordem Mundial”, ou seja, acabar com o que aí está para dar lugar a um outro mundo, um que fomente a vida, a justiça e a união. O problema é que neste planeta existe uma dinastia de poder que vêm governando o mundo pelas sombras há milênios e que não deseja “largar o osso”. Não querem que a humanidade se liberte das dívidas, das mentiras propagadas pela mídia corporativa, das doenças, das fraudes, muito menos da escravidão imposta pelo sistema baseado na usura, o capitalismo.

É muito provável que a elite illuminati, através do Papa Francisco, anuncie um “salvador” extraterrestre que resolverá “todos os problemas” da humanidade e que será o líder da nova “Religião Universal”, ou quem sabe, se torne o novo “Imperador Planetário Maçônico/Illuminati”. Não é necessário ser profeta e nem adquirir o livro para perceber isto com antecedência.

Parece loucura, mas a cabala financeira fará de tudo para concretizar o sonho de um “Governo Único Planetário”, tentarão resolver este impasse que é o de impedir que a espécie humana se liberte, ainda que precisem inventar um “salvador”, ou usar tecnologia para simular a chegada de um “salvador” ou até mesmo criar uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]. Todas as cartas estão sobre a mesa.

Daqui em diante, fique muito atento às notícias, verifique as fontes, pesquise, analise e ligue os pontos.
De: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por morte em Dom Jun 09, 2013 5:44 am

ksralho !Imperador Planetário Maçônico/Illuminati kkkkkkkkkk
avatar
morte
Farrista das mil e uma noites
Farrista das mil e uma noites

Mensagens : 1101
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 33
Localização : piaui

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jun 09, 2013 9:21 pm

morte escreveu:ksralho !Imperador Planetário Maçônico/Illuminati kkkkkkkkkk
Praticamente um mumm-ra, huauhahuuhauhauha

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Qui Jun 20, 2013 12:55 pm

Skynet rising: Google acquires 512-qubit quantum computer; NSA surveillance to be turned over to AI machines

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Ter Jul 02, 2013 12:04 am

Os paranoico pira nas coincidência! uahuhauhauha

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Ter Jul 02, 2013 12:07 am

“Estamos gratos ao The Washington Post, The New York Times, a revista Time e outras publicações cujos diretores têm participado dos nossos encontros e respeitado as suas promessas de discrição durante quase quarenta anos”. Teria Sido Impossíveis para nós desenvolver o nosso plano para o mundo se tivéssemos sido sujeitos a luzes fortes da publicidade durante esses anos. Mas, o trabalho é agora muito mais sofisticado e preparado para marchar rumo a um governo mundial. A soberania supranacional de uma elite intelectual e banqueiros mundiais são certamente preferíveis à autodeterminação nacional praticada nos séculos passados." David Rockefeller [Junho de 1991]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Ter Jul 02, 2013 12:10 am

Apropriado...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Dom Jul 07, 2013 7:46 pm

De Bilderberg a Google-Berg: A Reestruturação Tecnocrática da Elite Global

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Os eventos em curso em todo o mundo mostram cada vez mais claramente que os mais importantes objetivos da elite mundial concentram-se em torno do projeto de uma total re-estruturação da consciência humana. De fato, esses objetivos são simultaneamente os fins e os meios de uma “nova ordem mundial”. A mais recente reunião do Grupo Bilderberg, realizada nos dias 6-9/6/2013 no Grove Hotel, num subúrbio de Londres, é especialmente eloquente quanto a isso...

Pela primeira vez, houve informação abundante sobre o local da reunião, agenda e lista de participantes, desde muito antes da data marcada, tanto nos grandes veículos comerciais de informação e noticiário quanto nas mídias alternativas.

Por exemplo, o jornal The Telegraph escreveu sobre a reunião, em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][1] No jornal do dia seguinte, o mesmo Telegraph apresentava [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], com as questões a serem discutidas na reunião.[2]

Uma fonte interna deu informação ainda mais detalhada sobre a agenda ao site Infowars.com, demarcando dois grandes blocos de questões que seriam discutidas. No primeiro, os assuntos econômicos:aumentar os poderes dos bancos centrais (o que ali se chama “reformas bancárias”); resgatar bancos para manter o suporte ao euro e preservar a eurozona; criar sistemas mais efetivos de arrecadação de impostos; impedir que a Grã-Bretanha separe-se da União Europeia; disseminar protestos sociais induzidos por medidas de austeridade; manter mínimo o crescimento econômico em 2013; econcentrar a riqueza das populações em mãos de empresas gigantes e dos super ricos.

No segundo bloco, reúnem-se questões militares, políticas e de controle psicossocial: atacar instalações nucleares no Irã, se não suspender todos os programas nucleares no prazo de três anos; armar a oposição, para manter e prolongar a guerra na Síria; considerar o risco de pandemias planetárias;controlar a produção de impressoras 3D; controle estatal sobre a Internet, para gerar “ciber-resiliência”[3]; controle sobre a disseminação de informação, mediante um ‘Ministério da Verdade’ (antiga ideia sempre acalentada por Bill Clinton); e criar “cidades inteligentes” capazes de observar todos os aspectos da vida e do comportamento humano, para desenvolver tecnologias, métodos, técnicas e táticas de total supervisão das populações.

Para dar conta dessas tarefas, a esfera tecnocrática tem de ser rapidamente estruturada. Isso já está sendo feito, bem diante de nossos olhos. Como Paul Joseph Watson e Alex Jones, editores do site Infowars.com, observaram bem, o Grupo Bilderberg, como outras organizações-sombra, estão em período de importante transformação. No caso do Grupo Bilderberg, forjaram uma associação com a empresa Google; Eric Emerson Schmidt[4], presidente executivo da Google e presença regular nas reuniões do grupo, é o elemento de ligação.

O local onde o Grupo Bilderberg reuniu-se esse ano, o Grove Hotel, em Londres, foi escolhido por uma razão: ali, desde o início de 2007, realizam-se as conferências Google conhecidas como Google Zeitgeist [O espírito Google do tempo]; nessas reuniões, analisam-se resultados de pesquisas feitas no universo de bilhões de usuários do sistema e estruturam-se resumos e resultados. Em 2013, a conferência Google aconteceu literalmente na véspera da reunião do Grupo Bilderberg, no mesmo local.

É o mesmo que dizer que o Grove Hotel britânico está convertido em uma espécie de “base doméstica” para o desenvolvimento da agenda da empresa Google, no campo da política tecnológica mundial. A empresa Google trabalha hoje como uma versão “mais íntimo-amigável” [orig. “cuddlier”] do Grupo de Bilderberg, como disse o jornal Independent, o qual, por sua vez, passa por total reestruturação tecnocrática.


O espírito Google do tempo

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Cerca de 400 delegados reúnem-se anualmente nessas conferências Google, para discutir tópicos chaves na política e na cultura mundiais, e para desenvolver planos de ação que visam a prevenir e impedir os efeitos mais graves da “reação contra a globalização”.[5] Dentre os presentes, há jornalistas, comentaristas e ‘especialistas’ de jornais e televisão, além de celebridades consagradas e em ascensão. Esse ano, lá estiveram Jim O’Neil, de Goldman Sachs; Bill Clinton; e a cantora Annie Lennox. Os lucros da empresa cresceram, em 2012, 60%, 2,89 bilhões de dólares.

As conferências Google Zeitgeist são uma forma de governo mais efetiva que a tradicional. O Grupo Bilderberg tem péssima reputação, são vistos como conspiradores; mas a empresa Google pode controlar tudo abertamente, uma vez que é pressuposto, na sua simples definição como empresa prestadora de serviços de informação, que ela, ao mesmo tempo em que distribui informação, também recolha informação, sem as quais não pode(ria) prestar serviços... de informação! Em outras palavras: sob o disfarce de empresa democrática, até filantrópica, é organização totalitária, que jornalistas independentes já chamam de “Google-Berg” (“Bilderberg reformatado: um Google-Berg”).

O Google se tornou uma forma altamente conveniente de mascarar a operação das agências de inteligência. Como os mesmos investigadores independentes já sabem,[6] os primeiros arregimentadores do que se conhece como “Primavera Árabe”, que assumiu o formato de agitações de civis, foram recrutados pela empresa Google e participaram de Conferências Zeitgeist no hotel Grove. Há farta documentação, por exemplo, que comprova que o egípcio Wael Ghonim, que iniciou a ‘revolução’ no Egito que levou à ditadura da Fraternidade Muçulmana [hoje ameaçada de golpe pelo exército egípcio[7] (NTs)],era empregado da Google, gerente-geral de marketing para o Oriente Médio e Norte da África. Eric Schmidt declarou-se orgulhoso do que Ghonim fez; e repetiu que o uso de Facebook, Twitter e ferramentas de Internet para disparar protestos populares no Egito é “bom exemplo de transparência”.[8]

Google exerce influência cada vez maior sobre os governos dos EUA e da Grã-Bretanha. Não que seja trabalho muito difícil de fazer, dado que Eric Schmidt é membro do Conselho de Assessores do presidente Obama para questões de Ciência e Tecnologia; e preside a [Fundação] New America Foundation, sem finalidades de lucro e patrocinadora da campanha eleitoral de Barack Obama. Foi-lhe oferecido, até, o cargo de Secretário do Tesouro dos EUA.

Na Grã-Bretanha, representantes da empresa Google reuniram-se, desde as eleições gerais de 2010, só até agora, nada menos que 23 vezes com membros do Partido Conservador. David Cameron foi convidado-palestrante na Conferência Espírito Google do Tempo de 2006, quatro anos antes de tornar-se primeiro-ministro. (...)

As Conferências Google reúnem as cabeças que a empresa considera capazes de “modelar o futuro global”. E a própria empresa posiciona-se para acumular mais força que os governos, no monitoramento e controle do comportamento das pessoas – como parecem ter conseguido fazer no Egito e na Tunísia. A interferência da empresa Google em assuntos internos de países europeus já é tão ativa que recentemente, a Comissão Europeia iniciou uma investigação do que considera abuso, por aquela empresa, da posição de líder do mercado de serviços de informação.

O presidente da empresa Google jamais escondeu sua ambição de controlar a sociedade; falou disso inúmeras vezes, sempre enfatizando que a privacidade é relíquia do passado; e de seus planos para converter a empresa Google num “Grande Irmão” (Big Brother) que faça o 1984 de George Orwell parecer conto de fadas.

Numa de suas palestras, Eric Schmidt disse: “Já nem precisamos que você digite. Sabemos onde você está. Sabemos onde esteve antes. Sabemos mais ou menos o que você está pensando. Acho que, de fato, as pessoas não usam a Google para responder perguntas (...) Querem, isso sim, que a Google lhes diga o que estarão fazendo dentro de meia hora, quinze minutos (...) Sabemos tudo que vocês fazem e o governo não perde o rastro de ninguém. Com o tempo, saberemos marcar sua posição, com precisão de milímetros, ao longo do tempo. Seu carro se dirigirá sozinho. Não é verdade que os carros tenham sido inventados antes dos computadores… Você nunca fica sozinho... Você nunca se entedia.”[9] (...)

O que se vê é que os métodos pelos quais a elite do dinheiro governa os governos está passando por mudanças: antes, as elites governavam clandestinamente; agora, governam à vista de todos. Nesse quadro, tudo muda: mudam as conferências, as reuniões de cúpula e até as negociações secretas. Foi o que se viu na mais recente reunião do Grupo Bilderberg, a primeira que pode ser descrita como “anticonspirológica”: agenda divulgada, lista de autoridades presentes divulgada, tudo ‘público’, tudo, tudo muito ‘transparente’. (...)

Ver também:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Fontes:
Tradução: Vila Vudu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Referências:

[1] The Telegraph: Bilderberg Group? No conspiracy, just the most influential group in the world
[2] The Telegraph: “Bilderberg Group 2013: guest list and agenda”
“A lista dos temas a ser discutidos em 2013 é a seguinte:
•Os EUA e a Europa podem crescer mais depressa e criar empregos?
• Empregos, entitlement e dívida.
• Como big data estão mudando praticamente tudo.
• Nacionalismo e populismo.
• Política externa dos EUA.
• Desafios da África.
• Ciberguerra e a proliferação de ameaças assimétricas.
• Principais tendências na pesquisa médica.
• Educação Online: promessa e impactos.
• Política da União Europeia.
• Desafios da África.
• Ciberguerra e a proliferação de ameaças assimétricas.
• Principais tendências na pesquisa médica.
• Educação Online: promessa e impactos.
• Política da União Europeia.
• Desenvolvimentos no Oriente Médio.
• Temas da atualidade.”

[3] Resiliência é um conceito psicológico emprestado da química, definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse etc. - sem entrar em surto psicológico. A American Psychological Association define resiliência como o “processo e resultado de se adaptar com sucesso a experiências de vida difíceis ou desafiadoras, especialmente através da flexibilidade mental, emocional e comportamental e ajustamento a demandas externas e internas” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Resili%C3%AAncia_(psicologia))

[4] Prison Planet: Google-Berg: Global Elite Transforms Itself For Technocratic Revolution
[5] The Independent: The great Google gathering
[6] Ordo ab Chao: De Bilderberg 2013 à Google-berg pour une Révolution Technocratique
[7] Reuters: Egypt army plans for after Mursi as clock ticks 2/7/2013
[8] CNET: Google proud of Wael Ghonim's role in Egyptian protests
[9] Telegraph: Eric Schmidt: Google gets close to 'the creepy line'

Via: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Leia mais: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 8:52 pm

Documentário Sírius legendado - Comentários - Devoção

Antes de ler o texto, gostaria de lembrar aos leitores que meu ponto de vista é meu ponto de vista, que fique bem claro que não é a verdade absoluta, apenas a minha verdade que pode contribuir com a sua ou te fazer questionar alguns dos pontos que serão destacados no texto.

A [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] que aconteceu no final de abril começo de maio foi mais uma daqueles acontecimentos que geram grande expectativa e quando acontecem não acontece de verdade, ou seja nada demais é revelado, pelo menos nada daquilo que o pessoal que acompanha já não saiba e como nada muito especial é revelado, a importância disso no cotidiano comum, para as "pessoas comuns", na mídia comum não acontece de verdade, o que me faz pensar naquelas imagens engraçadas de cachorrinhos que estão sempre correndo atrás do próprio rabo...

O que é realmente preocupante para "as pessoas não comuns" é o esteriótipo positivo que se cria a partir dos relatos de alguns pesquisadores e testemunhas em afirmar que os grupos alienígenas que nos "visitam" reconhecem que os humanos são os donos do planeta, mas estão preocupados com o avanço espiritual da nossa espécie . Então é claro que como seres altamente evoluídos e preocupados com nossa espécie que são e acredito que após ter observado não só nosso meio de sobreviver como os nossos governantes, a decisão desse grupo extremamente preocupado com o nosso avanço espiritual foi se apresentar a um ou vários grupos da Elite para demonstrar sua preocupação!

É compreensível! O certo de alguém com bom senso ou pelo menos um pingo de educação é ligar pra avisar que está indo te visitar, as vezes o visitante até leva presentinhos e te dá um prazo para retornar...

O que não encaixa nessa história dos ETs preocupados com nosso avanço espiritual é o prazo. De acordo com as velhas informações da audição um acordo foi feito entre as partes e um cronograma de divulgação elaborado e que não foi cumprido pela Elite. Aí, eu olho para o cenário global primitivo da nossa civilização afogado em violência de todo tipo (entre os humanos e com os animais e natureza), egoísmo, maldade, ganância, extorsão, escravidão, FOME e me pergunto:

Que raios de cronograma demorado foi esse?

Se essa trupe de bem feitores estiveram aqui na década de 40, estão esperando o quê para se fazer cumprir o que foi estipulado? Mais uma virada de século?

Se existe uma observação de centenas de anos, já não deu pra ver que aquela tal minoria (Elite) que supostamente foi feito o acordo, controla e manipula uma evolução direcionada da civilização de acordo com seus próprios objetivos e filosofias?

E o acordo sobre as abduções? Afinal de contas, a visita traz presente mas a gente sempre retribui de alguma forma...servimos de beber e de comer o que temos em casa!

Todo esse teatro para divulgar o inevitável é uma forma de criar-se mais um mito, porque é costume dos seres humanos esperar por salvadores em qualquer época. Fala-se dos aspectos benignos da trupi em se tratando de energia livre e quando o assunto é abdução, apenas trata-se do contato enfeitado de conversas e advertências do futuro da humanidade.

E um mito cria-se com devoção:  ato de dedicar-se ao culto (deus e santos), respeito, afeição, veneração e nas práticas religiosas, a devoção refere-se onde não objetiva-se o encontro com a divindade através do desenvolvimento do próprio potencial ou poderes internos, mas sim apenas através da fé na divindade e em sua ajuda para se alcançar os objetivos finais espirituais.

A mensagem é clara: a criação ou desenvolvimento de energia livre apenas terá sucesso com a ajuda dos ets ou seres interdimensionais, os humanos são incapazes de criar algo que não seja baseado na queima de petróleo, carvão, gás ou energia nuclear. Steve Meyer que inventou um motor movido a água e o Nikola Tesla que provou que era possível distribuir energia elétrica pelo ar (conceitos usados na HAARP) foram duas antas humanas que foram mortos desnecessariamente.

E exatos 7 dias antes do começo da Audição, no dia 22 de abril estreou o tão aguardado documentário Sírius do Steven Greer. Eu estava muito ansiosa para assistir esse documentário que prometeu revolucionar a maneira de pensar de quem assistiria o filme. Achei decepcionante e vou descrever porquê.

Steve Greer é um médico que foi diretor da CIA no início dos anos 90 e durante seu reinado, teve por iniciativa a abertura dos arquivos confidenciais sobre extraterrestres, mas não teve na época o apoio do presidente Bill Clinton e os membros do congresso que negaram a divulgação. Diz Greer que Bill Clinton afirmou: "Eu não vou fazer isso porque vou acabar como Kennedy"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Reparem no logotipo da [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] na camiseta de Greer.

Depois de sair da agência, fundou O Projeto de Divulgação (The Disclosure Project) de arquivos secretos, obtidos através de acontecimentos ufológicos e comunicações com extraterrestres e seres de outras dimensões feitas secretamente, catalogadas e mantidas em sigilo pelos governos do mundo e levou o projeto ao público em 9 de setembro de 2001 através da imprensa com mais de 20 agentes e ex-agentes do governo, militares, NASA, CIA e outras entidades americanas e internacionais que compareceram e deram seus depoimentos a respeito do que testemunharam e documentaram durante suas carreiras profissionais, e como foram coagidos a manter em segredo tais informações.

O interessante aqui é a data, o evento aconteceu 2 dias antes do atentado de falsa bandeira nas Torres Gêmeas (11 de setembro) e claro que a repercussão foi abafada pela tragédia. No documentário Sírius, eles falam a respeito da infeliz coincidência, sem mencionar que o atentado foi um ataque de falsa bandeira.

Abaixo o vídeo do evento de 9 de setembro para aqueles que ainda não conhecem:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Greer também coordena o Projeto Orion (The Orion Project) que busca internacionalmente fontes de energia autossustentáveis e energia livre para eliminar o sistema atual com queima de combustíveis fósseis.

Dr. Greer, foi também testemunha no primeiro dia da Audição e falou sobre a origem da teoria eletromagnética, os campos de energia do ponto zero, Nikola Tesla e o roubo de suas patentes, a bolha de tempo para viajar no espaço interestelar, a "engenharia reversa" (tecnologia obtida a partir dos restos da aeronave extraterrestre), física transdimensional que estuda os vínculos entre eletromagnetismo e leveza da consciência, as experiências de clonagem que começaram muitos anos antes da ovelha Dolly etc.

Uma série de tecnologias reais sendo estudadas e aplicadas em bases secretas, com total ignorância da população, e Dr. Greer explicou a lista e status de muitos deles no território dos Estados Unidos e da Austrália.

Logo no começo do documentário Dr. Greer explica onde "a sua luta" começou e tudo graças a um Rockefeller.

É isso mesmo, Rockefeller, uma das famílias integrantes da Elite.

Trechinho transcrito do vídeo:

Quando estive com Laurance Rockefeller em sua fazenda em 1993, ele se virou para mim e disse:

"As implicações disso são tão vastas e profundas que nenhum aspecto da vida na Terra ficará intocado por sua revelação"
(Aparece foto L. Rockefeller, apresentando-o como filantrópico)

Eles exploram a história da FED que já sabemos é controlado por um cartel bancário privado e que as famílias ou melhor, os 4 maiores bancos do mundo são donas e controlam a FED que também controlam as empresas de petróleo da qual depende o complexo militar industrial com os maquinários atuais.

Que a maioria dos presidentes não sabem realmente o que acontece nos programas secretos do governo que custam bilhares de dólares e que não importa quem seja eleito ou quem chega ao governo, porque acaba fazendo aquilo que a elite deseja e quem tem sempre a ver com o complexo militar industrial.  

Outra informação significativa no documentário é sobre o desaparecimento de 2,3 trilhões de dólares no Pentágono em 1999 e em 2000 de 1,1 trilhão e o departamento de Defesa e eles dizem que a razão é que o dinheiro vai para um Programa de Acesso Especial e que existem dois tipos deles: reconhecidos e não reconhecidos ou USAPS.

Esses programas não tem registro (como no filme Independece Day), e sugam muito dinheiro e são completamente gerenciados e controladas por empresas privadas que tem proteções à informação, sem nenhuma supervisão de alto nível do governo e nem mesmo o presidente (USA) tem conhecimento de que uma USAPS em particular existe.

Faz menção a Robert Oppenheimer, um dos pais dos fundadores da era nuclear que durante testes de bombas disse: "nós já fizemos isso antes" e acredita-se que ele estivesse falando sobre armas descritas nos antigos texto sânscritos como o Mahabharata que faz referência a uma guerra onde foi utilizado uma arma que criou uma explosão de luz de "mil sóis" mostrando todas as indicações de contaminação radioativa e os inúmeros problemas com armamento nuclear.

E então, como fizeram referência na Audição, no documentário também é relatado que quando os humanos começaram a detonar armamento termonuclear e a desenvolver esse tipo de tecnologia destrutiva, as civilizações que olham para esse planeta há milênios disseram "Ah meu deus, essas pessoas estão passando dos limites e agora são uma ameaça existencial não só para eles mesmos mas para outros planetas".

Engraçado!! Existem evidências científicas conclusivas de que os povos antigos estiveram em contato com ETs ou seres interdimensionais e até uma possível guerra nuclear na Índia e Oriente Médio de mais de 4.000 anos e quem passou dos limites foram os humanos?

Parece que essa trupe bem feitora de alienígenas pensa como os humanos, por exemplo: EUA explodiram 1050 bombas nucleares que se é sabido e foi o único país a detonar duas delas em outro país, matando milhares de pessoas no Japão, sem contar o os problemas genéticos que se seguiram desde então na região.

EUA pode mas o Irã não pode, mesmo que o Irã tenha se envolvido apenas em guerras regionais, já EUA está presente em quase todas as guerras da história da civilização moderna. Eles seguem o mesmo conceito "duplipensar" do livro 1984: "guerra é paz" e a massa não se dá conta disso...  

Eles comentam a história de pessoas que possivelmente foram mortas pelo que inventaram ou falaram:

Steve Meyer (criador do motor a àgua), que foi envenenado pelo governo e mesmo tendo tendo deixado seus arquivos para que outros prosseguissem o trabalho, o segredo do motor morreu com ele, pois em 2008 o próprio Steven Greer tentou comprar a propriedade científica de Meyer num "leilão silencioso", mas perderam para uma fonte anônima.

De William Colby, que também foi um antigo diretor da CIA que alertou que as pessoas não falariam sobre o que sabiam sobre ets por medo inclusive de serem mortos se abrissem a boca, em 1996 Colby morreu "afogado" no Rio Potomac, seu corpo foi encontrado 9 dias depois e o relatório final alegava suicídio.

Dr. Eugene Mallove, que afirmou a físicos acadêmicos que eles estavam errados em relação a algumas patentes que não tinham sido aprovadas como fusão a frio, que existe muita fraude científica e chegou a pedir revisão de alguns inclusive do MIT e não deu certo, que manipulação ocorre nas pesquisas de câncer, aids, aquecimento global etc. Em maio de 2004, o dr. Mallove foi espancado até a morte em sua casa e em 2012 após uma investigação infrutífera de 8 anos, um homem se apresentou culpado do assassinato e condenado a 16 anos de prisão.

Dr. Greer diz que foi ameaçado várias vezes, mas juntando os caquinhos dá pra entender porque ele ainda anda, fala, faz documentário e fala bem dos Rockefeller. Ao contrário de David Icke que é ainda é considerado um louco para a maioria, Greer é bem respeitado no meio, oras...diga-me com quem andas e te direis quem és! Mas o próprio Greer dá a explicação para os mais atentos às entrelinhas e novamente transcrevo um trechinho do vídeo:

Laurance Rockefeller era a pessoa mais importante do grupo que queria que a informação fosse compartilhada, disponibilizada e inclusive hospedou o grupo (Projeto Orion) na fazenda Rockefeller em Tetons e disse ao Greer:
"Realmente precisamos que faça isso"
Greer respondeu:
"Laurance, você é velho, é rico e é um Rockefeller, o que quer que eu faça? Sou só um médico do interior numa emergência da Carolina do Norte"
Laurence respondeu:
"Não. Não. Queremos que vocês façam isso"
Greer respondeu:
"certo".


Nem preciso comentar ou desenrolar mais nada a respeito disso, não é mesmo? A frase e os grifos já gritam sozinhos.

E o etezinho? Apesar de não apresentar nenhuma das mutações conhecidas hoje, o dna é humano por parte de mãe e de pai parece haver uma lacuna nas informações que deixaram a questão em aberto, mas o mais interessante foi o cientista acrescentando que poderia falar mais coisas mas não queria sofrer ataques.

Ah faça-me o favor, enrolaram, enrolaram e terminam o assunto dessa forma? Mais bonito falar que não sabe ou que o ser é realmente humano, mas deixaram o quê da questão em mistério, pra fazer quem está assistindo pensar que há mais do que foi revelado e que na verdade o serzinho não é humano e etc.

Foi uma maneira de condicionar quem está assistindo a pensar que o que foi descoberto não pode ser revelado por questões de segurança. Condicionamento puro!

E para finalizar, pra mim é impossível deixar de comentar sobre o quinto tipo de contato do Dr. Greer, onde a meditação e certos tons, utilizando instrumentos musicais, atrai o contato de forma espiritual positivo visual, em grupo os eventos são amplificados pela meditação que reforça a comunicação entre os humanos e ets e que sua equipe já conseguiu realizar mais de 200 contatos desse tipo.

Impressionante a afirmação que é um contato de seres positivos baseado nas luzes que dançam no céu, pois o contato não é físico, mas basicamente é avistar as luzes que aparecem no céu. Greer também esclarece que os ets percebem as boas intenções dos humanos, assim eles dão as boas vindas a eles e pedem a essas civilizações alienígenas que nos ajudem.

É...segue a linha de farsas de ashtar sheran e autres dimensions.  

Lembre-se sobre devoção, lá do começo do texto...

O objetivo é o mesmo!

Em algum momento vai faltar energia, seja de forma natural (Sol) ou não (mas a desculpa pode ser o Astro-Rei) e somente quando for dado o aval, uma nova era organizado em condições energéticas diferentes das que conhecemos hoje será instituída e os primeiros passos já foram dados para a [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].

O grande apagão pode ser uma fraude
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A trupe de vampiros já está aqui, mas é bem possível que vejamos nos próximos anos a bela encenação de uma chegada ou a chegada real do alto nível da hierarquia.

Por enquanto, o documentário abaixo é o único legendado em português que me indicaram no face, infelizmente a legenda está um pouquinho atrasada. Se alguém encontrar um link melhor, poste nos comentários.

Abraços,

Ravena

Documentário SIRIUS completo: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Via: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 8:58 pm

Uma opinião sobre o documentário SIRIUS e algo sobre o "ETezinho" que a moça do artigo acima comenta:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 9:18 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 9:23 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 9:28 pm

David Icke, crazy man, ótimo recorte da palestra com direito a Black Eyed Peas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por ediv_diVad em Seg Jul 08, 2013 10:59 pm

OK, último de hoje, segue o documento citado no vídeo acima, "Armas Silenciosas para Guerras Tranquilas", que me pareceu tipo um "Protocolo dos Sábios de Sião" que já foi provado "uma farsa", o que pra mim não faz muita diferença, já que o que vale no texto é mais a IDEIA em si do que a AUTORIA.

O que eu achei sobre o tal documento foi isso aqui (não fui muito a fundo sobre a sua veracidade):

O seguinte documento, datado de Maio de 1979, foi encontrado em 7 de Julho de 1986 numa copiadora IBM comprada em leilão de equipamentos militares. Negligência, ou perda intencional, este documento, por segurança, não tem a marca ou logótipo da organização donde provém. Mas recortes de informações e datas, deixam a supor de que se trata do grupo Bilderberg.


Armas silenciosas para guerras tranquilas

Um introdutório manual de programação

Pesquisa de Operações

Manual Técnico

Bem vindo a bordo

Esta publicação marca o 25º aniversário da Terceira Guerra Mundial, chamada a “Guerra Tranquila”, conduzida através do uso da guerra biológica subjectiva, com “armas silenciosas “.

Este livro contém uma descrição introdutória dessa guerra, suas estratégias e suas armas.

SEGURANÇA

É evidentemente impossível discutir engenharia social ou automação de uma sociedade, p.e., a engenharia de sistemas de mecanização social (armas silenciosas) numa escala nacional ou mundial sem implicar objectivos extensivos de controlo social e destruição da vida humana, p.e., escravidão e genocídio.

Este manual é em si mesmo uma declaração análoga dessa intenção. Um tal manuscrito deve ser defendido do exame público. De outra forma poderia ser reconhecido como uma declaração formal de guerra doméstica. Além disso, não importa quando qualquer pessoa ou grupo de pessoas numa posição de grande poder e sem total conhecimento e consentimento do público, usa tal conhecimento e metodologias para conquista económica – deveria ser entendido que um estado de luta doméstica existe entre essas pessoas citadas ou grupos de pessoas e o público.

A solução dos problemas de hoje requer uma aproximação que é brutalmente leal, com nenhuma torturante superior religião, valores morais ou culturais. Você qualificou-se para este projecto por causa da sua habilidade de olhar para a sociedade humana com fria objectividade  e já analisa e discute suas observações e conclusões com outras de capacidade intelectual similar sem a perda de discrição ou humildade. Tais virtudes são exercitadas no seu melhor interesse. Não se desvie deles.

INTRODUÇÃO HISTÓRICA

A tecnologia de armas silenciosas desenvolveu-se através de Investigações Operativas (I.O.), uma metodologia estratégica e táctica desenvolvida sob a Supervisão Militar na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial. O propósito original de Investigações Operativas era estudar os problemas estratégicos e tácticos de defesa aérea e por terra com o objectivo de uso efectivo de limitados recursos militares contra inimigos estrangeiros (p.e., logística).

Isso foi logo reconhecido por aqueles na posição de poder que os mesmos métodos poderiam ser usuais para controlar totalmente uma sociedade. Mas melhores ferramentas eram necessárias.

A engenharia social (a análise e automação de uma sociedade) requer a correlação de grandes quantidades de informação económica constantemente mutável (dados), assim como um sistema de processamento de dados computadorizado de alta velocidade que fosse necessário para conquistar a sociedade e predizer quando ela chegasse à capitulação.

As calculadoras eram vagarosas, mas o computador eletrónico, inventado em 1946 por J. Presper Eckert e John W. Mauchly, tornou possível cumprir a missão.

O próximo atalho foi o desenvolvimento do simples método de programação linear em 1947, pelo matemático George B. Dantzig.

Depois, em 1948, o transistor, inventado por J. Bardeen, W.H. Brattain, e W. Shockley, prometia grande expansão do campo do computador pela redução de requerimentos de espaço e poder.

Como estas três invenções sob sua direção, aqueles em posição de poder suspeitaram fortemente que era possível para eles controlar todo o mundo com o apertar de um botão.

Imediatamente, a Fundação Rockefeller pôs isso em execução subvencionando um ciclo de estudos quadrienal no Harvard College, financiando o Harvard Economic Research Project para estudar a estrutura da Economia Americana. Um ano mais tarde, em 1949, a Força Aérea dos EUA se agregava ao projeto.

Em 1952, o período de estudos termina, e um encontro de alto nível da Elite era levado a cabo para determinar a próxima fase das investigações em operações sociais. O projeto de Harvard tinha sido muito frutífero, e alguns destes resultados foram publicados em 1953, sugerindo a possibilidade de uma engenharia sócio-econômica (*).

Engenhada na última metade da década de 40, a nova máquina de Guerra Tranqüila foi sustentada, aparentemente, como ferramenta cintilante folheada a ouro na sala de exibições de 1954.

Com a fusão nuclear em 1954, a promessa destas fontes de energia ilimitadas a partir do hidrogênio pesado na água do mar e a conseqüente disponibilidade de poder social ilimitado era uma possibilidade de não mais que algumas décadas.

A combinação era irresistível.

A Guerra Tranqüila foi calmamente declarada pela Elite Internacional no encontro que teve lugar em 1954.

Embora o sistema de armas silenciosas tivesse sido exposto quase 13 anos mais tarde, a evolução do novo sistema armamentista nunca sofreu revezes ou contratempos maiores. Esse volume marca o 25º aniversário do iníncio da Guerra Tranqüila.

Desde já, esta guerra interior logrou muitas vitórias sobre muitas das frentes através do mundo.

(*) “Studies in the Structure of American Economy” (1953), by Vassili Leontief (director of the Harvard Economic Research Project), International Science Press Inc., White Plains, New York.

INTRODUÇÃO POLÍTICA

Em 1954, era bem reconhecido por aqueles em posições de autoridade que tudo era só questão de tempo, de apenas algumas décadas, antes que o público em geral estivesse pronto a alcançar e voltar ao cume do poder, porque os elementos completos da nova tecnologia de arma silenciosa estavam tão acessíveis a uma utopia pública quanto eles são agora para prover uma utopia privada.

O assunto de preocupação básica, era a dominação, que girava em torno dos temas das ciências da energia.

ENERGIA

A energia é reconhecida como a chave para toda atividade na terra. A ciência natural é o estudo das fontes e controle da energia natural, e ciência social, teoricamente expressada pela economia, é o estudo das fontes e controle da energia social. Ambas são sistemas de cálculo: matemáticos. Portanto, a matemática é a ciência de energia primária. E o contador pode ser rei se o público puder ser deixado ignorante da metodologia da contadoria.

Toda ciência é meramente um significado para um fim. O significado é o conhecimento. O fim é o controle. Além disso resta apenas uma única questão: Quem será o beneficiário?

Em 1954, esse era o tema de preocupação principal. Embora uma assim chamada “justificativa moral” houvesse sido construída, em vista da lei da seleção natural, admitiu-se que uma nação ou mundo de pessoas que não viesse a usar sua inteligência não seria melhor que animais que não possuem inteligência. Tais pessoas são bestas de carga e bifes na mesa por escolha e consenso.

Conseqüentemente, no interesse da futura ordem mundial, paz e tranqüilidade eram decididas para privativamente travar uma guerra contra o povo americano com o objetivo final de permanentemente desviar a energia social (riqueza) e natural dos muitos indisciplinados e irresponsáveis para o interior das mãos dos auto-disciplinados, responsáveis e poucos valorosos.

No sentido de implementar esse objetivo, era necessário criar, assegurar e aplicar novas armas que, como o futuro dirá, eram uma classe de armas tão súbitas e sofisticadas em seus princípios de operação e aparência pública que obtiveram o apelido de “armas silenciosas”.

Em conclusão, o objetivo da pesquisa econômica, conforme conduzida por magnatas do capital (bancos) e as indústrias de bens e serviços, é o estabelecimento de uma economia que é totalmente previsível e manipulável.

No sentido de alcançar uma economia totalmente previsível, os elementos de classes inferiores da sociedade devem ser deprimidos sob controle total, p.e., devem ser domesticados como animais, treinados e submetidos a um jugo e obrigações sociais de longo prazo desde uma muito tenra idade, antes que eles tenham uma oportunidade para questionar a propriedade da matéria. Para alcançar tal conformidade, a célula familiar de classe baixa deve ser desintegrada por um processo de aumento da preocupação dos pais e o estabelecimento de creches públicas com cuidados diários para as crianças órfãs.

A qualidade da educação dada às classes inferiores deve ser do tipo mais pobre, de forma que o canal da ignorância isolando a classe inferior da superior esteja e mantenha-se incompreensível a classe inferior. Com um tal obstáculo inicial, mesmo os brilhantes indivíduos das classes inferiores têm pouca esperança de livrar-se do destino assinalado para suas vidas. Essa forma de escravidão é essencial para manter alguma medida de ordem social, paz, e tranqüilidade para as classes governantes superiores.

INTRODUÇÃO DESCRITIVA DA ARMA SILENCIOSA

Tudo que é esperado de uma arma ordinária é esperada de uma arma silenciosa pelos seus criadores, mas se diferenciam somente pela sua maneira de funcionamento. Essas armas disparam situações em lugar de balas; propulsadas por processamento de dados, em vez de reação química (explosão); originando de bits de dados, em lugar de grãos de pólvora; de um computador, em vez de uma arma; operada por um programador de computador, em lugar de um atirador; sob as ordens de um magnata bancário, em vez de um general militar.

Evidente que não faz qualquer barulho explosivo, não causa aparentes danos físicos ou mentais, e obviamente não infere com a vida social cotidiana de alguém. Todavia, aquilo faz um “barulho” claro, danos físico e mental, e interfere claramente com a vida social cotidiana, p.e., claro para um observador treinado, que sabe o que mirar e observar atentamente. O público não pode compreender essa arma, e, portanto, não pode acreditar que eles estão sendo atacados e subjugados por uma arma.

O público poderia instintivamente sentir que algo está errado, mas porque a natureza da arma silenciosa é técnica, eles não podem expressar seus sentimentos em via racional, ou tocar o problema com inteligência. Portanto, eles não sabem como pedir ajuda, e não sabem como se associar com outros para se defender contra isso.

Quando uma arma silenciosa é aplicada gradualmente, o público se acomoda ou se adapta a sua presença e aprende a tolerar sua intrusão em suas vidas até que a pressão (psicológica via econômica) se torne tão grande que eles jogam a toalha. Portanto, a arma silenciosa é um tipo de guerra biológica. Ela ataca a vitalidade, as opções, e a mobilidade dos indivíduos de uma sociedade, conhecendo, entendendo, manipulando e atacando suas fontes de energia natural e social, e suas forças e fraquezas físicas, mentais e emocionais.

INTRODUÇÃO TEÓRICA

“Dê-me o controle sobre a moeda de uma nação, e eu não me preocuparei com quem faz suas leis”.

Mayer Amschel Rothschild (1743 – 1812)

A tecnologia das armas silenciosas de hoje é uma extensão de uma simples idéia descoberta, sucintamente expressada, e efetivamente aplicada pelo citado Sr. Mayer Amschel Rothschild. Sr. Rothschild descobriu o componente passivo faltante da teoria econômica conhecido como a indução econômica. Ele, obviamente, não pensou sobre sua descoberta no término do século XX, e, para ser franco, a análise matemática teve que esperar pela Segunda Revolução Industrial, a ascensão das teorias da mecânica e eletrônica e, finalmente, a invenção do computador eletrônico antes que pudesse ser efetivamente aplicado no controle da economia mundial.

ENERGIA: O DESCOBRIMENTO DE SR. ROTHSCHILD

O que Sr. Rothschild descobriu foi o princípio básico do poder, influência e controle sobre pessoas como aplicado à economia. Esse princípio é “quando você assume a aparência do poder, as pessoas logo se dão a você”. O Sr. Rothschild descobriu que as contas correntes ou de crédito tem a requerida aparência de poder que poderia ser usada para induzir pessoas (indução, com pessoas correspondente a um campo magnético) a entregarem sua verdadeira riqueza em troca de uma promessa de maior riqueza (em vez de compensação real). Eles proporiam garantia real em troca de um empréstimo de notas promissórias. Sr. Rothschild achou que ele poderia lançar mais notas do que ele tinha por trás, contanto que ele tivesse algum estoque de ouro como um indutor a ser apresentado a seus clientes..

Sr. Rothschild emprestou suas notas promissórias a indivíduos e governos. Esses criavam excesso de confiança. Então ele faria o dinheiro ficar escasso, apertando o controle do sistema, e coletar a garantia através da obrigação dos contratos. O ciclo foi depois repetido. Essas pressões poderiam ser usadas para iniciar uma guerra. Então ele controlaria a disponibilidade de dinheiro para determinar quem ganharia a guerra. Aquele governo que concordasse dar-lhe controle de seu sistema econômico, obteria seu apoio.

A cobrança de débitos era garantida pela ajuda econômica ao inimigo do devedor. O lucro derivado de sua louca metodologia econômica tornou o Sr. Rothschild o mais capacitado para expandir sua riqueza. Ele descobriu que a avareza pública permitira que o dinheiro fosse imprimido por ordem do governo além dos limites (inflação) de por trás de metais preciosos ou bens e serviços.

CAPITAL APARENTE COMO INDUTOR DE “PAPEL”

Nessa estrutura, o crédito, apresentado como um puro elemento chamado “dinheiro”, tem a aparência de capital, mas é, em efeito, capital negativo. Portanto, tem a aparência de serviço, mas é na realidade dívida ou débito. É, portanto, uma indução econômica de uma capacitação econômica, e se equilibrada em nenhuma outra forma, será equilibrada pela negação da população (guerra, genocídio). Os bens e serviços totais representam o capital real, chamado o produto nacional bruto. O dinheiro pode ser imprimido até esse nível e ainda representa capacitação econômica; mas o dinheiro imprimido além desse nível é subtrativo, e representa a introdução da indução econômica, e constitui notas de débito.

A guerra é, portanto, o equilíbrio do sistema pela morte dos verdadeiros credores (o público que nós temos ensinado a trocar valores verdadeiros por moeda inflacionada) e retrocedendo em tudo que é deixado dos recursos naturais e regeneração daqueles recursos.

O Sr. Rothschild descobriu que o dinheiro dava a ele poder para reorganizar a estrutura econômica para seu próprio benefício, mover a indução econômica para aquelas posições econômicas que encorajariam a grande instabilidade e oscilação econômica.

A chave final para o controle teve que aguardar os dados suficientes e equipamento de computação de alta velocidade para prestar atenção nas oscilações econômicas criadas pelo choque de preços e excesso de papéis de crédito – indução de papel/inflação.

CONCEITOS GERAIS DE ENERGIA

No estudo dos sistemas de energia, aparecem aí sempre três conceitos elementares. São eles a energia potencial, a energia cinética e a dissipação de energia. E correspondendo a esses conceitos, há três idealizados, essencialmente puras físicas contrapartes chamadas componentes passivas.

(1) Na ciência da física mecânica, o fenômeno energia potencial é associado com a propriedade da física chamada elasticidade ou dureza, e pode ser representada por uma mola esticada. Na ciência eletrônica, a energia potencial é armazenada em um capacitor em lugar de uma mola. Essa propriedade é chamada capacitação em vez de elasticidade ou dureza.

(2) Na ciência da física mecânica, o fenômeno da energia cinética é associado com uma propriedade física chamada inércia ou massa, e pode ser representada por uma massa ou um volante em movimento. Na ciência eletrônica, a energia cinética é armazenada em um indutor (em um campo magnético) em vez de uma massa. Essa propriedade é chamada indução em vez de inércia.

(3) Na ciência da mecânica física, o fenômeno da dissipação da energia é associado com a propriedade física chamada fricção ou resistência, e pode ser representada por um aparato ou outro dispositivo que converte a energia em calor. Na ciência eletrônica, a dissipação ou energia é executada por um elemento chamado ou resistor ou condutor, o termo “resistor” sendo o único geralmente usado para descreve um dispositivo mais ideal (e.g., arame) empregado para conduzir a energia eletrônica eficientemente de um lugar a outro. A propriedade de uma resistência ou condutor é medida como resistência ou condução recíprocas.

Na economia, esses três conceitos de energia são associados com:

Capacitação Econômica – Capital (dinheiro, estoque/invento, investimentos em edifícios e bens duráveis etc.)

Condução Econômica – Bens (coeficientes de fluxo de produção)

Indução Econômica – Serviços (a influência da população da indústria em produto)

Tudo da teoria matemática se desenvolveu no estudo de um sistema de energia (e.g., mecânica, eletrônica etc.) pode ser imediatamente aplicado no estudo de um outro sistema de energia (e.g., economia).

ATALHO

O campo da aviação forneceu importante evolução na engenharia econômica pelo método da teoria matemática de teste de choque. Nesse processo, um projétil é atirado de uma estrutura de um avião no chão e o impulso do recuo é monitorado por escalas de vibração conectadas a estrutura e ligada por um fio metálico aos registros gráficos.

Estudando os ecos ou reflexões do impulso do recuo na estrutura de um avião, é possível descobrir vibrações críticas na estrutura do avião que ou vibrações do motor ou eólicas das asas, ou uma combinação dos dois, poderiam reforçar resultando em uma ressonante auto-destruição da estrutura do avião em vôo como uma aeronave. Do ponto de vista da engenharia, isso significa que as forças e fraquezas da estrutura do avião em termos de energia vibracional podem ser descobertas e manipuladas.

APLICAÇÃO EM ECONOMIA

Para usar esse método de teste de choque da estrutura do avião na engenharia econômica, os preços das mercadorias são abalados, e a reação pública do consumidor é monitorada. Os ecos resultantes do choque econômico são interpretados teoricamente por computadores e a estrutura psico-econômica da economia é assim descoberta. É por esse processo que matrizes de diferenças que definem a família são descobertas e fazem possível sua evolução como uma indústria econômica (estrutura dissipadora do consumidor).

Então a resposta da família aos futuros choques pode ser predita e manipulada, e a sociedade se torna um animal bem-regulado com suas rédeas sob o controle de uma sofisticada regulada por computador sistema de contabilidade de energia social.

Eventualmente, todo elemento individual da estrutura vem sob o controle de computador através de um conhecimento de preferências pessoais, tal conhecimento garantido por associação de computador de preferências do consumidor (código de produto universal, UPC; códigos de preço zebra listrada em embalagens) com consumidores identificados (identificados por associação com o uso de um cartão de crédito e posteriormente um permanente número invisível sob iluminação normal do ambiente “tatuado” no corpo).

O MODELO ECONÔMICO

O Harvard Economic Research Project (1948-) foi uma extensão do

World War II Operations Research. Seu propósito era descobrir a ciência de controlar uma economia: primeiramente a economia norte-americana, e depois a economia mundial. Era sentido que com suficiente base e dados matemáticos, seria mais ou menos fácil de predizer e controlar a tendência de uma economia tal como predizer e controlar a trajetória de um projétil. Tal tem se provado ser o caso. Além disso, a economia tem sido transformada como um míssil guiado no alvo.

O imediato objetivo do Harvard project foi descobrir a estrutura econômica, cuja força altera aquela estrutura, conforme o comportamento da estrutura possa ser predito, e conforme possa ser manipulado. O que era necessário era um conhecimento bem organizado das estruturas matemáticas e inter-relações de investimento, produção, distribuição e consumo. Para fazer uma breve história de tudo isso, foi descoberto que uma economia obedecia as mesmas leis que a eletricidade e que tudo da teoria e prática matemática e prática de computador desenvolvido ao campo da eletrônica poderia ser diretamente aplicado no estudo da economia. Essa descoberta não era abertamente declarada, e suas mais súbitas implicações foram e estão guardadas em atento segredo, por exemplo, que em um modelo econômico, a vida humana é medida em dólares, e que a centelha elétrica gerada quando aberta uma chave conectada a um indutor ativo é matematicamente análogo à iniciação da guerra.

O grande obstáculo que economistas encaravam era a descrição precisa da família como uma indústria. Isso é um desafio porque aquisições do consumidor são uma matéria de escolha que, uma após outra, é influenciada por rendimento, preço e outros fatores econômicos.

Este obstáculo foi removido sem tocar de modo indireto e estatisticamente aproximado pela aplicação de teste de choque para determinar as características atuais, chamados coeficientes técnicos correntes de uma indústria doméstica. Enfim, porque problemas em eletrônica teórica podem ser traduzidos muito facilmente em problemas de teoria econômica, e a solução traduzida retorna, segue-se que apenas um livro de tradução de idiomas e definição de conceitos precisava ser escrito para economia. O remanescente poderia ser conseguido de obras-padrão em matemática e eletrônica. Isso fez a publicação de livros em economia avançada desnecessária, e muito simplifica a segurança do projeto.

TESTE DE CHOQUE NA ECONOMIA

Em tempos recentes, a aplicação de Pesquisa operacional para o estudo da economia pública tem sido óbvio para qualquer um que entende os princípios do teste de choque.

No teste de choque da estrutura de uma aeronave, o impulso de recuo de disparo uma arma pronta para o uso naquelas estruturas de avião causa ondas de choque naquela estrutura que percebem os engenheiros de aviação as condições sob que partes do avião, ou o avião inteiro, ou suas asas, começarão a vibrar ou tremular como uma corda de violão, uma cana de flauta, ou um diapasão, e se desintegre ou quebre em vôo. Os engenheiros econômicos alcançam o mesmo resultado estudando o comportamento da economia e o público consumidor por cuidadosa seleção de um artigo como carne de boi, café, gasolina, ou açúcar, e depois causando uma mudança ou choque súbito em seu preço ou disponibilidade, contrariando assim o orçamento de todo mundo e comprando hábitos sem disposição.

Eles então observam as ondas de choque que resultam por monitorar as mudanças em publicidade, preços, e vendas desse e outros artigos. O objetivo de tais estudos é adquirir a perícia para configurar a economia pública em um estado previsível de movimento ou mudança, até um controlado auto-estado destrutivo de movimento que convencerá o público que certas pessoas “peritas” deviam tomar controle do sistema de dinheiro e restabelecer segurança (em lugar de liberdade e justiça) para todos. Quando os cidadãos são passados como incapazes de controlar seus negócios financeiros, eles, é claro, se tornem totalmente escravizados, uma fonte de mão-de-obra barata.

Não só os preços de artigos, mas também a disponibilidade de trabalho pode ser usada como meios de teste de choque. As greves fornecem testes de choque excelentes para uma economia, especialmente nas áreas de serviço de transporte, comunicação, utilidade pública (energia, água, coleta de lixo), etc.

Por teste de choque, é achado que há uma relação direta entre a disponibilidade de dinheiro fluindo em uma economia e a perspectiva psicológica real de massas dependentes daquela disponibilidade. Por exemplo, existe uma relação quantitativa mensurável entre o preço de gasolina e a probabilidade que uma pessoa experimentaria uma enxaqueca, sentisse necessidade de assistir um filme violento, fumar um cigarro, ou ir a uma cantina tomar um canecão de cerveja.

É mais interessante que, por observar e mensurar os modelos econômicos pelos quais o público tenta correr de seus problemas e escapar da realidade, e aplicando a teoria matemática de Pesquisa de Operações, é possível para programas de computadores predizer a mais provável combinação de eventos criados (choques) que produzirão um controle completo e subjugação do público através de uma subversão da economia pública (agitando a árvore de ameixa)…

DIAGRAMAS INDUSTRIAIS

Uma indústria ideal é definida como um dispositivo que recebe valor de outras indústrias em várias formas e converte-as em um produto específico para vender e distribuir a outras indústrias. Tem várias entradas e uma saída. O que os aliados da norma pública pensam a respeito de uma indústria é realmente um complexo industrial, onde várias indústrias sob um telhado produzem um ou mais produtos . . .

TRÊS CLASSES INDUSTRIAIS

As indústrias classificam-se em três categorias ou classes por tipo de saída:

Classe #1 – Capital (recursos)

Classe #2 – Bens (mercadorias ou de consumo)

Classe #3 – Serviços (ação de população)

Classe #1 indústrias existem em três níveis:

(1) Natureza – fontes de energia e matérias-primas.

(2) Governo – impressão de moeda corrente igual ao produto nacional bruto (GNP), e extensão de moeda corrente a mais de GNP.

(3) Bancário – emprestar dinheiro com juros, e extensão

(inflação/falsificação) de valor econômico através de contas de depósito de empréstimo.

A classe #2 de indústrias existe como produtores de tangíveis ou bens de consumo. Esse tipo de atividade é normalmente reconhecido e rotulado pelo público como “indústria”.

A classe #3 de indústrias é aquela que tem serviços em lugar de produtos tangíveis como saída. Estas indústrias são chamadas (1) famílias, e (2) governos. Sua saída é a atividade humana de um tipo mecânico, e sua base é a população.

AGREGAÇÃO

O sistema econômico inteiro pode ser representado por um modelo de três indústrias se alguém permite que os nomes das saídas sejam (1) capital, (2) bens e (3) serviços. O problema com esta representação é que não mostraria à influência, digamos, a indústria têxtil na indústria de metal férreo. Isto é porque tanto a indústria têxtil quanto a indústria de metal férreo estariam contidas dentro de uma classificação única chamada “indústria de bens” e por este processo de combinar ou agregar estas duas indústrias sob um bloco de sistema, elas perderiam sua individualidade econômica.

O E-MODELO

Uma economia nacional consiste de fluxos simultâneos de produção,

distribuição, consumo, e investimento. Se a todos esses elementos, inclusive trabalho e funções humanas, são atribuídos um valor numérico do tipo unidades de medida, digamos, o dólar de 1939, então esse fluxo pode ser representado a seguir por uma corrente circulante em um circuito eletrônico, e seu comportamento pode ser predito e manipulado com uma precisão útil.

Os três componentes energéticos passivos da eletrônica: o condensador, o resistor, e o indutor correspondentes aos três componentes energéticos passivos da economia, chamados respectivamente: o capital, os bens e os serviços.

A capacitância econômica representa a memória de capital de uma forma a outra.

A condutância econômica representa o nível de condutância de materiais para a produção de bens.

A indução econômica representa a inércia de valor econômico em movimento.

Isto é um fenômeno de população conhecido como serviços.

INDUÇÃO ECONÔMICA

Um indutor elétrico (por exemplo, um rolo ou arame) tem uma corrente elétrica como seu fenômeno primário e um campo magnético como seu fenômeno secundário (inércia). Correspondente a isso, um indutor econômico tem um fluxo de valor econômico como seu fenômeno primário e um campo de população como seu fenômeno de campo secundário de inércia. Quando o fluxo de valor econômico (por exemplo, dinheiro) diminui, o campo de população humana desmorona a fim de manter o valor econômico (dinheiro) corrente (caso extremo – guerra).

Esta inércia pública é um resultado da compra de consumidores em hábitos, padrão esperado de vida etc., e é geralmente um fenômeno de auto-preservação.

OS FATORES INDUTIVOS A CONSIDERAR

(1) População

(2) Magnitude das atividades econômicas do governo

(3) O método de financiamento dessas atividades do Governo (Ver Peter-Paul Principle – Inflation de la monnaie.)

A INDÚSTRIA DOMÉSTICA

As indústrias de finanças (bancárias), fábricas e governo, contrapartes reais das indústrias puras de capital, bens e serviços, são facilmente definidas porque eles são geralmente logicamente estruturados. Por causa disso seus processos podem ser descritos matematicamente e seus coeficientes técnicos podem ser facilmente deduzidos. Isso, porém, não é o caso da indústria de serviço conhecida como a indústria doméstica.

MODELOS DOMÉSTICOS

O problema que um economista encara é que as preferências de consumidor de qualquer família não são facilmente previsíveis e os coeficientes técnicos de qualquer família tendem a formar uma função não-linear, muito complexa, e variável de renda, preços etc. A informação de computador derivou do uso do código de produto universal junto com compra de cartão de crédito na medida em que um identificador de família individual podia mudar seu estado de negócios, mas o método U.P.C. não está ainda disponível em uma escala nacional ou mesmo em uma escala regional significante. Para compensar por esta deficiência de dados, uma alternada abordagem indireta de análise tem sido adotada, conhecida como teste de choque econômico. Esse método, extensamente usado na indústria de aeronaves, desenvolve uma agregada classificação estatística de dados.

Aplicado a economia, isto significa que todas as famílias em uma região ou na nação inteira são estudadas agrupando-se por classe em lugar de individualmente, e o comportamento de massa em lugar do comportamento individual é usado para descobrir estimativas úteis dos coeficientes técnicos governando a estrutura econômica da hipotética indústria doméstica…

Um método de avaliar os coeficientes técnicos da indústria doméstica depende em abalar os preços de um artigo e notar as mudanças nas vendas de todos os artigos.

INTRODUÇÃO A AMPLIFICADORES ECONÔMICOS

Os amplificadores econômicos são os componentes ativos de engenharia econômica. A característica básica de qualquer amplificador (mecânico, elétrico, ou econômico) é que recebe um sinal de controle na entrada, e devolve energia de uma fonte independente de energia a um terminal de saída especificada em uma relação previsível para aquele sinal de controle de entrada.

A forma mais simples de um amplificador econômico é um dispositivo chamado publicidade. Se uma publicidade televisiva se dirige a uma pessoa como se ela tivesse uns de doze anos de idade, então, devido ao sugestionamento, ele tenderá, com uma certa probabilidade, responder ou reagir àquela sugestão com uma resposta não crítica de uma pessoa de doze anos de idade que alcançará seu reservatório econômico, devolvendo a seguir sua energia àquele produto do impulso quando ele passar em uma loja.

Um amplificador econômico pode ter várias entradas e saída. Sua resposta pode ser instantânea ou atrasada. Seu símbolo de circuito poderia ser um interruptor rotativo se suas opções são exclusivas, qualitativas, de partida ou não, ou poderia ter suas paramétricas relações de entrada e saída especificadas por uma matriz com fontes de energia internas representadas.

Seja qual for a forma que possa ter, seu propósito é dirigir o fluxo de energia de uma fonte até uma válvula de saída em relação direta com um sinal de controle de entrada. Por essa razão, é chamado um elemento de circuito ou componente ativo.

Os amplificadores econômicos repartem-se em categorias chamadas estratégias, e, em comparação com amplificadores eletrônicos, as funções internas específicas de um amplificador econômico são chamadas logísticas em vez de elétricas.

Portanto, os amplificadores econômicos nos dão não só ganho de energia, mas também, na realidade, são usados para causar mudanças nos circuitos econômicos.

No projeto de um amplificador econômico nós devemos ter um pouco da idéia de pelo menos cinco funções, que são:

(1) os sinais de entrada disponível,

(2) os objetivos de controle de saída desejada,

(3) os objetivos estratégicos,

(4) as fontes do poder econômico disponíveis,

(5) as opções logísticas.

O processo de definição e avaliação destes fatores e da incorporação do amplificador econômico em um sistema econômico tem sido popularmente chamado de teoria dos jogos.

O desenho de um amplificador econômico começa pela especificação do nível de energia da saída, que pode variar do pessoal até o nacional. A segunda condição é e velocidade de resposta, isto é, a velocidade pela qual a ação de saída é uma função dos comandos de entrada. Uma rentabilidade elevada combinada com uma forte realimentação ajudam a obter a precisão exigida.

A maioria dos erros residirá no sinal de dados de entrada. Os dados de entrada pessoal tendem a ser especificados, enquanto dados de entrada nacionais tendem a ser estatísticos.

FONTES DE ENERGIA DE AMPLIFICAÇÃO

A etapa seguinte no processo de desenhar um amplificador econômico é descobrindo as fontes de energia. As fontes de energia que sustentam todo sistema econômico primitiva são, obviamente, uma provisão de matérias-primas, e o consentimento do povo para trabalhar, e em conseqüência para assumir uma certa posição social, posição, nível, ou classe na estrutura social, isto é, fornecer trabalho em vários níveis do ordenamento concernido.

Cada classe social, trabalhando para garantir seu próprio nível de renda, controla o nível da classe imediatamente inferior a esta, e assim preserva a estrutura de classe. Isso fornece estabilidade e segurança, mas também um governo de elite.

Com o transcurso do tempo, e a melhora da comunicação e da educação, os elementos das classes inferiores se tornam aptos ao conhecimento e invejosos das coisas boas que os membros da classe alta possuem. Eles também começam a atingir um conhecimento de sistemas de energia e a habilidade de obrigar sua subida pela estrutura de classe.

Isso ameaça a soberania da elite.

Se a ascensão das classes inferiores pode ser contida o máximo possível, a elite pode lograr o domínio da energia, e o povo, por consentimento, não manterá mais posição sobre o recurso energético essencial.

Até que um tal domínio de energia seja absolutamente estabelecido, o consentimento do povo em trabalhar e deixar outros tomar em mão seus assuntos deve ser considerado, na medida em que um revés nessa área levaria o povo a interferir na transferência final das fontes de energia para o controle da elite.

É essencial para reconhecer que no momento atual, o consentimento do público é todavia uma chave essencial para a distribuição da energia no processo de amplificação econômica.

CONSENTIMENTO, A VITÓRIA PRIMÁRIA

Um sistema de arma silenciosa opera a partir de dados obtidos de um público dócil por meios legais (mas nem sempre legais). Muita informação sobre o sistema de armas silenciosas foi disponibilizada através do Internal Revenue Service. (Ver Estudos na Estrutura da Economia Americana para uma lista de fontes I.R.S..)

A informação consiste na entrega obrigatória de dados bem organizados contidos nos formulários de impostos federais ou nacionais, coletados, sistematizados, e representados pelos mesmos contribuintes e empregadores.

Além disso, o número de tais formulários submetidos ao I.R.S. é um indicador útil de consentimento público, um fator importante para tomar uma decisão estratégica. Outras fontes de dados são cedidas na Pequena Lista de Entradas.

Coeficientes Consentidos – realimentação numérica indicando status de vitória. Base psicológica: Quando o governo é capaz de coletar impostos e desapropriar propriedade privada sem compensação justa, é uma indicação que o público está maduro para se render e para consentir á escravização e invasão legal. Um bom e facilmente quantificado indicador de tempo de colheita é o número de cidadãos públicos que pagam imposto de renda apesar de uma evidente falta de reciprocidade ou de serviço honesto por parte do governo.

DIVERSÃO, A ESTRATÉGIA PRIMÁRIA

A experiência mostrou que o método mais simples de assegurar uma arma silenciosa é ganhar o controle do público mantendo o público indisciplinado e ignorante dos princípios básicos do sistema, por um lado, sempre mantendo-os confusos, desorganizados, e distraídos com temas sem importância real por outro.

Isto é alcançado:

(1) Descomprometendo suas mentes; sabotando suas atividades mentais; fornecendo um programa de baixa qualidade de educação pública em matemática, lógica, projeto de sistemas e economia; e desencorajando criatividade técnica.

(2) Comprometendo suas emoções, aumentando seu egocentrismo e seu gosto pelas atividades sentimentais e físicas:

(a) multiplicando suas confrontações e ataques emocionais (violação mental e emocional) por meio de uma tempestade constante de sexo, violência, e guerras na mídia – especialmente TV e jornais.

(b) Dando-lhes o que eles desejam – em excesso – “comida de baixo valor nutritivo” para o espírito, e privando-lhes do que realmente necessitam.

(3) Reescrevendo a história e a lei, e submetendo o público a distrações, de modo a deslocar seus pensamentos sobre suas necessidades pessoais para prioridades externas altamente fabricadas.

Isso previne seu interesse e seu possível descobrimento das armas silenciosas da tecnologia de automatização social.

A regra geral é que há um lucro na confusão; quanto mais confusão, mais lucro. Portanto, a melhor abordagem é criar problemas e depois oferecer soluções.

RESUMO DA DIVERSÃO

Mídia: Manter distraída a atenção do público adulto, distante dos assuntos sociais reais, e cativados por assuntos de nenhuma importância real.

Escolas: Manter o público jovem ignorante das verdadeiras matemáticas, da verdadeira economia, da verdadeira lei, e da verdadeira história.

Entretenimento: Manter o entretenimento do público abaixo do nível do sexto ano primário.

Trabalho: Mantenha o público ocupado, ocupado, ocupado, sem tempo para pensar; atrás na fazenda com os outros animais.

LOGÍSTICA

A aplicação bem sucedida de uma estratégia exige um estudo cuidadoso de entradas, saídas, a estratégia conectando as entradas e as saídas, e as fontes disponíveis de energia para abastecer a estratégia. Esse estudo é chamado logística.

Um problema logístico é estudado primeiro no nível elementar, e depois níveis de maior complexidade são estudados como uma síntese de fatores elementares.

Isto significa que um dado sistema é analisado, isto é, quebrado em seus subsistemas, e estes por sua vez são analisados, até que, por este processo, se chegue no “átomo” logístico, o indivíduo.

PEQUENA LISTA DE ENTRADAS

As perguntas a serem respondidas:

(1) O que

(2) Quando

(3) Onde

(4) Como

(5) Por que

(6) Que

Fontes gerais de informações:

(1) Escutas telefônicas

(2) Vigilância

(3) Análise do lixo

(4) Comportamento das crianças na escola

O padrão de vida por:

(1) Comida

(2) Roupa

(3) Abrigo

(4) Transporte

Contatos sociais:

(1) Telefone – registro especificado de chamados

(2) Família – certidões de casamento, nascimento, etc.

(3) Amigos, associados, etc.

(4) Membros em organizações

(5) Afiliação política

A TRILHA DO PAPEL PESSOAL

Hábitos pessoais de compra, isto é, preferências pessoais de consumidor:

(1) Contas correntes

(2) Compras de cartão de crédito

(3) Compras por cartão de crédito “marcado” – associação do cartão de crédito com o código de barra dos produtos. (U.P.C – Código Universal de Produto)

Ativos:

(1) Contas correntes

(2) Poupanças

(3) Bens imóveis

(4) Negócios

(5) Automóveis, etc.

(6) Depósitos de segurança em banco

(7) Mercado de valores

Obrigações:

(1) Credores

(2) Inimigos (ver – legais)

(3) Empréstimos

(4) Crédito do consumidor

Fontes governamentais (táticas)*:

(1) Bem-estar

(2) Seguro social

(3) U.S.D.A. comida em excesso

(4) Esmolas

(5) Privilégios

(6) Subsídios

*Princípio desta tática – o cidadão quase sempre fará a coleta de informações fáceis se ele pode operar no “princípio da liberdade de sanduíche grátis” de “coma agora, e pague mais tarde”.

Fontes governamentais (via intimidação):

(1) Serviço de Ingresso Interno

(2) OSHA

(3) Censo

(4) etc.

Outras fontes do governo – vigilância de correio dos Estados Unidos.

TIPOS DE HÁBITO – PROGRAMAÇÃO

Forças e debilidades:

(1) atividades (esportes, passatempos etc.)

(2) ver “legal” (medos, angústias etc.)

(3) registros do hospital (sensibilidade a medicamentos, reação a dor, etc.)

(4) registros psiquiátricos (medos, angústias, fobias, adaptabilidade, reações a estímulos, violência, sujeição a hipnose, sofrimento, prazer, amor, e sexo)

Comportamentos adaptativos:

(1) consumo de álcool

(2) consumo de drogas

(3) entretenimento, espetáculos

(4) fatores religiosos influenciando o comportamento

(5) outros métodos de escapar da realidade

Pagamento – modus operandi (MO) – pagamento no ato etc.:

(1) pagamento de contas de telefone

(2) contas de energia (elétrica, gás,…)

(3) contas d’água

(4) reembolso de empréstimos

(5) despesas domésticas

(6) despesas de automóveis

(7) despesas com cartões de crédito

Sensibilidade política:

(1) convicções

(2) contatos

(3) posição

(4) pontos fortes/fracos

(5) projetos/atividades

Entradas legais – controle do comportamento (Desculpas para a investigação, busca, prisão ou emprego de força para modificar comportamento):

(1) registros na corte

(2) registros policiais

(3) registro de direção (automóveis)

(4) relatórios feitos para a polícia

(5) informações de seguro

(6) relações anti-establishment

INFORMAÇÕES NACIONAIS DE ENTRADA

Fontes de negócios (via I.R.S., etc.):

(1) preços de mercadorias

(2) vendas

(3) investimentos

(a) controle de estoque

(b) ferramentas de produção e maquinaria

©️ construções e melhorias

(d) o mercado de valores

Bancos e agências de crédito:

(1) informações de crédito

(2) informações de pagamento

Fontes misturadas:

(1) eleições e pesquisas

(2) publicações

(3) registros de telefone

(4) energia e compras de utilitário

LISTA PEQUENA DE SAÍDAS

Criação de situações controladas, manipulação da economia e da sociedade.

Seqüência:

(1) oferecer oportunidades

(2) destruir oportunidades

(3) controlar o meio económico

(4) controlar a disponibilidade de matérias primas

(5) controlar o capital

(6) controlar as casas bancárias

(7) controlar a inflação da moeda

(Cool controlar a posse da propiedade

(9) controlar a capacidade industrial

(10) controlar a fabricação

(11) controlar a disponibilidade dos bens de consumo

(12) controlar o preço dos bens de consumo

(13) controlar os serviços, a força de trabalho, etc.

(14) controlar os pagamentos aos funcionários do governo

(15) controlar as funções jurídicas

(16) controlar as bases de dados pessoais

(17) controlar a publicidade

(18) controlar o contato com a mídia

(19) controlar o material disponível para a recepção de sinais de TV

(20) distrair a atenção dos problemas reais

(21) fomentar as emoções

(22) criar desordem, caos e alienação mental

(23) controlar a elaboração de formulários de impostos mais detalhados

(24) controlar a vigilância

(25) controlar o armazenamento de informação

(26) desenvolver análise e perfis psicológicos sobre os indivíduos

(27) controlar as funções legais

(28) controlar os fatores sociológicos

(29) controlar as possibilidades de riqueza

(30) explorar os pontos fracos

(31) neutralizar os pontos fortes

(32) lixiviar a riqueza e a substância

O ÚTERO ARTIFICIAL

Do tempo que uma pessoa deixa o útero da sua mãe, seu esforço completo é dirigido para construir, manter, e retirar em úteros artificiais, várias espécies de dispositivos de proteção substituta ou conchas.

O objetivo destes úteros artificiais é fornecer um ambiente estável tanto para atividade estável e instável; para fornecer um abrigo para os processos evolucionários de crescimento e maturidade – isto é, sobrevivência; para fornecer segurança para a liberdade e fornecer proteção defensiva para atividade ofensiva.

Isto é igualmente verdadeiro tanto para o público em geral quanto para a elite. Porém, existe uma diferença definida no modo que cada uma destas classes cuidam da solução dos problemas.

A ESTRUTURA POLÍTICA DE UMA NAÇÃO – DEPENDÊNCIA

O motivo primário pelo qual os cidadãos individuais de um país criam uma estrutura política é um desejo subconsciente ou vontade de perpetuar sua própria relação de dependência da infância. Colocando de forma simples, eles querem um homem-deus para eliminar todo risco de vida, ter um prato de galinha em toda mesa de jantar, vestir seus corpos, dobrá-los na cama de noite, e dizer-lhes que tudo estará certo quando eles acordarem na manhã seguinte.

A demanda do público é incrível, então seu homem-deus, o político, responde ao incrível através do incrível prometendo o mundo sem apresentar nada. Então quem é o maior mentiroso? O público? Ou o “padrinho”? Este comportamento público é dominado pelo medo, preguiça, e a facilidade. É a base do estado de bem-estar como uma arma estratégica, útil contra um público asqueroso.

AÇÃO/OFENSIVA

A maioria das pessoas quer ser capaz de subjugar e/ou matar outros seres humanos que molestam ou perturbam sua vida cotidiana, mas eles não querem ter que lidar com os assuntos morais e religiosos que um tal ato de sua parte poderia gerar.

Então, eles delegam o trabalho sujo aos outros (inclusive seus próprios filhos) para manter suas mãos limpas de sangue. Eles falam com entusiasmo sobre o tratamento humanitário de animais, mas depois se sentam para comer um hambúrguer delicioso de um matadouro caiado subterrâneo. Mas até mais hipócrita, eles pagam impostos para financiarem uma associação profissional de assassinos de aluguel coletivamente chamados políticos, e depois reclamem sobre corrupção no governo.

RESPONSABILIDADE

Novamente, a maioria das pessoas quer estar livre para fazer as coisas (explorar, etc.), porém tem medo de fracassar.

O medo do fracasso é manifestado pela irresponsabilidade, em particular delegando suas responsabilidades pessoais a outros cujo sucesso é incerto ou implica em obrigações que a pessoa não está preparada para aceitar. Eles querem autoridade (raiz etimológica – “auteur”), mas eles não aceitarão qualquer responsabilidade ou obrigação. Em conseqüência, eles dão encargos aos políticos para enfrentar a realidade em seu nome.

RESUMO

As pessoas contratam os políticos de forma que as pessoas possam:

(1) obter a segurança sem ter que se organizar.

(2) obter ação sem ter que pensar ou refletir a respeito.

(3) infligir roubo, feridas e morte a outros sem ter que contemplar a vida ou a morte.

(4) evitar assumir responsabilidade por suas próprias intenções.

(5) obter os benefícios da realidade e da ciência sem exercê-los na disciplina de encarar ou aprender sobre qualquer uma destas coisas.

Eles dão aos políticos o poder para criar e administrar uma máquina de guerra:

(1) fornecer a sobrevivência da nação/útero.

(2) evitar a justaposição de qualquer coisa na nação/útero.

(3) destruir os inimigos que ameaçam a nação/útero.

(4) destruir aqueles cidadãos de seu próprio país que não se ajustam ao respeito da estabilidade da nação/útero.

Os políticos sustentam trabalhos semi-militares, as entidades mais baixas, a polícia, como soldados, os advogados e C.P.A.s próximos como espiões e sabotadores (licenciados), e os juízes que gritam ordens e dirigem a loja militar para qualquer que seja o mercado. Os Generais são os industriais. O nível “presidencial” de comandante supremo é compartilhado pelos banqueiros internacionais. O povo sabe que eles criaram esta farsa e financiaram isso com seus próprios impostos (consentimento), mas elas prefeririam submeter-se a serem hipócritas.

Deste modo, uma nação fica dividida em duas partes muito distintas, uma dócil sub-nação [grande maioria muda] e uma sub-nação política. A sub-nação política permanece presa à dócil sub-nação, tolera-a, e lixivia sua substância até que se torne forte suficiente para se separar e depois devorar seu pai.

RELAÇÕES DE FLUXO DE TEMPO E AUTO-OSCILAÇÕES DESTRUTIVAS

Uma indústria ideal pode ser eletronicamente simbolizada de vários modos. O modo mais simples é representando uma demanda por uma voltagem e uma provisão por uma corrente. Quando isto é feito, a relação entre a duas se torna o que se chama de uma admissão, que pode resultar de três fatores econômicos:

(1) fluxo de compreensão tardia,

(2) fluxo presente, e

(3) fluxo de previsão.

O fluxo de previsão é o resultado daquela propriedade de entidades vivas que fazem a energia (comida) ficar armazenada por um período de baixa energia (por exemplo, uma estação do inverno). Consiste em demandas feitas em um sistema econômico para aquele período de baixa energia (estação do inverno).

Uma indústria de produção toma várias formas, uma das quais é conhecida como linhagem de produção. Na simbologia eletrônica, essa indústria específica (uma indústria de capital pura) é representada pela capacitância e o estoque (ou recurso) é representado por uma carga armazenada. A satisfação de uma demanda industrial sofre um retardo para levar a efeito as prioridades de produção.

O fluxo presente não implica idealmente em nenhum prazo. É, por assim dizer, entrada do dia para saída do dia, um fluxo “da mão para a boca”. Em simbologia eletrônica, este tipo de demanda industrial é representado por uma condução que é então uma simples válvula econômica (um elemento que dissipa).

O fluxo retrospectivo é conhecido como hábito ou inércia. Em eletrônica, este fenômeno é característico de um indutor (indústria de serviços pura) no qual um fluxo corrente (equivalente econômico: fluxo de dinheiro) cria um campo magnético (equivalente econômico: população humana economicamente ativa) que, se o corrente (fluxo de dinheiro) começa a diminuir, desaparece (guerra) para manter a corrente (fluxo de dinheiro – energia).

Outras grandes alternativas a guerrear como indutores ou volantes econômicos são um programa de assistência social sem fim ou um enorme programa espacial.

O problema na estabilização de um sistema econômico é que existe demasiada demanda por causa de (1) demasiada cobiça e (2) demasiada população.

Este cria indutância econômica excessiva que pode só ser equilibrada com capacitância econômica (recursos ou valor verdadeiros – por exemplo, em bens ou serviços).

O programa de assistência social não é nada além de sistema de equilíbrio baseado em um crédito sem fim, que cria uma falsa indústria de capital para dar a gente não produtiva um teto sobre suas cabeças e comida para seus estômagos. Isto pode ser útil, porém, porque os recipientes se convertem propriedade do estado como se fossem um “presente”, um exército de pé para a elite. Aquele que paga o flautista escolhe a melodia. Aqueles que tornam-se viciados na droga econômica, deve procurar a elite para uma injeção de ânimo. Nisso, o método de introduzir grandes quantidades de capacitância estabilizante é apropriando-se, no futuro, do “crédito” do mundo. Essa é uma quarta lei do movimento, e consiste na execução de uma ação, e saindo do sistema antes que a reação produzida retorne ao ponto de partida da ação (reação atrasada).

O meios de sobrevivência a uma reação é de mudar o sistema antes que a reação possa intervir. Deste modo, políticos se tornam mais populares em seu próprio tempo e o público paga mais tarde. De fato, a unidade de medida para um tal político é o tempo desse prazo.

A mesma coisa é alcançada por um governo imprimindo dinheiro acima do limite do produto nacional bruto, e o processo econômico chamado inflação. Isso põe uma grande quantidade de dinheiro nas mãos do público e mantém um equilíbrio contra sua avidez, cria uma falsa auto-confiança e, por algum tempo, fica o lobo diante da porta.

Eles podem eventualmente recorrer à guerra pelo equilíbrio das contas nacionais, porque a guerra, em última instância, é simplesmente o ato de destruir o credor, e os políticos são as estrelas publicamente encarregadas de justificar o ato e de guardar sua responsabilidade e sangrar a consciência pública. (Ver seção de fatores de consenso e estruturação sócio-econômica social)

Se as pessoas realmente se preocupassem com seu próximo, eles controlariam seus apetites (avidez, procriação, etc.) de forma que eles não teriam que operar em um sistema de crédito ou bem-estar social que rouba do trabalhador para satisfazer o vagabundo.

Posto que a maior parte do público em geral não exercitará uma tal restrição, só há duas alternativas para reduzir a indutância econômica do sistema.

(1) Deixar a populaça matar-se entre si na guerra, que resultará na destruição total da vida sobre a Terra.

(2) Tomar o controle do mundo pelo uso de “armas silenciosas” econômicas sob a forma de uma “guerra tranqüila” e reduzir a indutância econômica do mundo a um nível seguro mediante um processo de benevolente escravidão e genocídio.

A última opção foi selecionada como evidentemente a melhor opção. Neste momento, deve estar cristalino para o leitor por que o segredo absoluto sobre as armas silenciosas é necessário. O público em geral recusa melhorar sua própria mentalidade e sua fé no próximo. Tornou-se um rebanho de bárbaros proliferados, e, por assim dizer, uma praga sobre a superfície da Terra.

Eles não se preocupam suficientemente com a ciência econômica para aprender porque eles não foram capazes de evitar a guerra em detrimento da moralidade religiosa, e sua recusa religiosa ou auto-gratificante para lidar com os problemas planetários torna a solução desses problemas fora de seu alcance.

Isso é deixado para alguns dispostos realmente a pensar e sobreviver como os mais fortes, e resolver os problemas por eles mesmos como aqueles que realmente são conscientes. De outra maneira, a revelação pública das armas silenciosas destruiria sua única esperança de preservar a geração do verdadeiro futuro da humanidade…

Fim do documento

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
ediv_diVad
Farrista além das fronteiras da sanidade
Farrista além das fronteiras da sanidade

Mensagens : 20387
Data de inscrição : 10/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paranoias, conspirações e outras insanidades

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum